Frente Parlamentar das Águas propõe o debate da sustentabilidade hídrica no RN

A gestão das águas, um dos temas mais relevantes para a humanidade na atualidade, teve seu fórum de discussão permanente reativado dentro da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. A Frente Parlamentar das Águas foi reinstalada na manhã desta terça-feira (16) e reuniu instituições do governo, de ensino e pesquisa, comitês, movimentos populares e outros interessados no setor pesqueiro. O objetivo da frente é buscar condições para garantir sustentabilidade hídrica para as diversas regiões do Estado por meio de investimentos em projetos hídricos e uso racional da água.

“Vamos discutir ações importantes para formalizar as ações na Assembleia. Queremos propor um seminário ou fórum para que a gente possa aprofundar o debate iniciado hoje. Por isso essa frente se propõe a receber a contribuições de todos os entes”, disse o presidente e propositor da criação da frente, deputado Francisco do PT. Os deputados Souza Neto (PHS), vice-presidente, Galeno Torquato (PSD), Isolda Dantas (PT) e Eudiane Macedo (PTC), compõem a frente parlamentar.

A gestão das águas e as ações previstas pelo Governo Federal foram alguns dos temas citados pelos presentes na instalação da frente. Como destacou o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, é preciso reunir forças. “Entre outras, está prevista, no Plano Nacional de Segurança Hídrica, ações para o Rio Grande do Norte para a região Seridó”, disse.

O diretor geral do Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte (Igarn), Caramuru Paiva, destacou que o acesso à água está relacionado com gestão. “É também uma questão de poder. Fiquei impressionado, quando assumi a direção do Igarn, com o número de prefeituras que não tinham acesso à água”, disse.

Representantes da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater), Federação dos Trabalhadores Na Agricultura do Estado (Fetarn), Movimento dos Sem Terra, Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn), Comitê das Bacias Hidrográficas, também participaram da reunião de instalação da Frente Parlamentar das Águas.

 

Assessoria

Leave a Comment