Fux diz que ‘desprestígio’ do STF é causado por políticos que ‘jogam’ problemas para a Corte resolver

Segundo o Datafolha, o Supremo Tribunal Federal tem 38% de desconfiança entre os brasileiros

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, afirmou neste domingo, 26, que a Corte sofre um profundo desprestígio porque precisa resolver problemas que ficam pendentes na arena política.

A declaração foi dada durante a abertura das jornadas brasileiras de direito processual. O STF tem sido recorrentemente alvo de protestos por parte de apoiadores do governo Bolsonaro, que classificam algumas decisões do judiciário como arbitrárias.

Para Fux, as reações são consequência de uma sociedade polarizada. “O Supremo hoje sofre um profundo desprestígio exatamente porque os players da arena política não resolve seus problemas e joga para o STF resolver. A sociedade está dividida em relação aos valores morais, razões públicas, o Supremo decide e acaba desagradando e acaba levando uma ‘pecha’ daqueles que não conhecem normas de direito processual”, afirmou.

Segundo Fux, falta conhecimento público sobre judicialização e questões sociais. O ministro ressaltou que o Supremo só exerce uma função quando é provocado. “A jurisdição não é uma função que se exerce sem que ela seja provocada. O Supremo não se mete em nada.

O Supremo é provocado e tem que dar uma resposta à luz da cláusula pétrea constitucional”, disse. De acordo com a última pesquisa do Datafolha, o STF tem 38% de desconfiança entre os entrevistados, eram 32% há dois anos. Outros 44% confiam pouco; apenas 15% disseram confiar muito na Suprema Corte.

Jovem Pan

Leave a Comment