Governo transformou estado em Rio Grande da Morte”, acusa Carlos Eduardo

Candidato a governador Carlos Eduardo (PDT) em Rafael Fernandes (Foto: Divulgação)

A explosão da criminalidade que levou o Rio Grande do Norte ao título de Estado mais violento do Brasil, deu o tom do discurso do candidato a governador pela coligação 100% RN (PDT/PP/MDB/Podemos/DEM), ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), na noite de sábado (18/08), em Rafael Fernandes, a 436 quilômetros da capital.

Ao citar os números negativos de mais de 1.100 assassinatos no Rio Grande do Norte e o extermínio de 21 policiais somente este ano, Carlos Eduardo acusou o atual governo de ter transformado o “Rio Grande do Norte em Rio Grande da Morte”.

Para o candidato da coligação 100%, o desrespeito às polícias, a falta de ação governamental e o desprezo às pessoas levaram o Estado ao descalabro na segurança. “Sem promessas, sem irresponsabilidade, anuncio que, no meu governo, cidadão de bem terá tratamento de cidadão de bem e bandido será tratado como bandido merece ser tratado. Não é possível a matança de pessoas inocentes e de policiais. A polícia terá motivação, equipamento e apoio para acabar com o domínio atual do crime”.

Carlos Eduardo foi recebido com festa em Rafael Fernandes. Uma carreata seguida de caminhada recepcionou a ele e ao candidato a vice-governador Kadu Ciarlini à entrada da cidade e terminou em ato público diante da casa do maior líder local, ex-prefeito José Nicodemos, o Nicó Velho, presente e orador, mesmo doente de câncer.

 

Fonte: http://blogafonte.com.br/2018/08/19/governo-transformou-estado-em-rio-grande-da-morte-acusa-carlos-eduardo/