Gustavo Carvalho renova o pedido de explicações ao secretário estadual de Saúde

Em sessão ordinária realizada nesta terça-feira (24) o deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB) voltou a cobrar a convocação do secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, para esclarecer denúncias feitas pelo parlamentar, em relação a diversos contratos da pasta. “Eu entendo que a volta forte do novo coronavírus tenha feito com que o secretário tenha muito trabalho a executar na sua pasta. Mas eu gostaria que o respeito a essa Casa Legislativa fosse mantido, pelo menos com uma resposta, com uma justificativa, nos informando por que não veio, agendando uma data”, cobrou.

Ainda em seu discurso, Gustavo Carvalho chamou atenção da população do Rio Grande do Norte sobre o aumento de casos do novo coronavírus, e, alertou a população sobre os cuidados necessários para evitar a contaminação. “Já recebemos a confirmação de pessoas próximas que testaram positivo para a doença. É verdade que os casos diminuíram em sua gravidade. Mas muitos rio-grandenses estão perdendo a luta para essa doença”, alertou.

O parlamentar reforçou a necessidade de cada um fazer a sua parte. “Eu mais uma vez renovo o pedido à população do Rio Grande do Norte. Da região Agreste a região do Alto Oeste. Da região do Potengi a região Salineira. Do vale do Açu a região do Potengi: cumpram as orientações das autoridades de saúde”,  salientou.
Gustavo Carvalho finalizou dizendo que tem orientado os prefeitos vencedores nas últimas eleições a não realizarem festas com aglomerações de pessoas, como forma de evitar a proliferação da doença. “Aos gestores eleitos nas últimas eleições eu aconselho que não comemorem e não coloquem a população de seus municípios em risco. Nós estamos vivendo um período novo, com a volta da COVID-19 e que temos que ter o respeito por ele até encontrarmos a vacina necessária para deixar imune a população”, finalizou.

Na ocasião, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), lembrou ao colega que há um pedido para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para averiguar os contratos realizados entre o Governo do Estado e a empresa Servsaude EIRELI para aluguel de ambulâncias durante a pandemia. “Eu solicitei que os senhores líderes fizessem as indicações dos membros para compor essa CPI. Como eles não o fizeram, a presidência o fará para que possamos dar andamento e para que não percamos mais tempo sobre esse processo”, disse.