HIPOCRISIA REINA: Pode aglomerar na rua e em condomínios, pode fazer farra e reuniões gigantes. Só não pode eventos

Fátima Bezerra diz que prioridade é organizar as contas do RN | Agência  Brasil
Em busca de simpatia Governadora Fátima Bezerra (PT) é contra eventos que gera emprego e faz vista grossa a favor de aglomeração / Foto da Internet

Blog do BG – Vamos falar de hipocrisia mais uma vez.

A beira-mar de Pirangi na noite desta sexta-feira bombou, a juventude aglomerou com força, em vários locais da orla. O papo, a bebida e som rolava numa boa, com respeito zero aos protocolos.

Só próximo as barracas, a galera reunida passava de 400 pessoas, facilmente. A rua principal estava lotada também, passeavam famílias, empresários, promotores, médicos e juízes sem o menor problema.

Nos condomínios, convite para tomar uma não falta, inclusive com presença do pessoal do judiciário, do Ministério Público e até das administrações de município e do Estado.

Tem reuniões e encontros sem parar.

Só para deixar claro, não sou contra nada disso, defendo a responsabilidade de cada um, no cumprimento das normas que são tão conhecidas por todos.

Agora, evento não pode. Inclusive, eventos com participação com quantidade menor de pessoas como várias reuniões em condomínios que tem acontecido, se for num evento, é um CRIME.

A impressão que tenho, é que segmento de evento todinho tem que “se fuder mesmo”, os profissionais que vivem dele, também tem que se foder, a quantidade de pessoas no setor informal que depende deles, também tem que se fuderem, porque eles não podem trabalhar, porque eles “proliferam o vírus”.

Reuniões, festas em condomínio, ruas lotadas em Pirangi, Pipa, Gostoso, Natal, nada disso tem vírus, mas em eventos, meu amigo…..

Nesta sexta, a governadora Fátima Bezerra pediu aos municípios para proibir eventos e festas, mas ela e várias autoridades fazem vista grossa para tantos outros desmantelos.

É brincadeira o que tão fazendo no Brasil com o setor de eventos e entretenimento e com quem depende desses setores.

Leave a Comment