IEADERN: Justiça determina impedimento de disciplina ou exclusão de Pr. Hilton Andrade

Resultado de imagem para Martim e Hilton Andrade
Pr. Hilton Andrade está autorizado a sentar-se no púlpito da Central da IEADERN; Martim nada pode fazer, pois a justiça o proibiu. Foto: da Internet

Em um processo que corre na justiça do Rio Grande do Norte, na 8ª Vara Cível, em que o Pr. Hilton Andrade, em substituição ao então Diácono Laurivan de Sousa, na qual pede a anulação de uma Ata que foi falsificada, com data do dia 23 de dezembro de 2011; esta foi confeccionada com o objetivo de validar a eleição para presidente da IEADERN – Igreja Evangélica Assembleia de Deus no Estado do Rio Grande do Norte – a juíza determinou que o Pr. Martim Alves da Silva e sua Diretoria não podem fazer nenhum ato de disciplina ou exclusão contra o Pr. Hilton Andrade enquanto o mérito da questão não for julgado.

O presidente da IEADERN vem cometendo muitos atos de arbitragem, perseguindo pastores que dizem qualquer coisa que o contrarie, mesmo não sendo essa a intenção dos que comentam alguma coisa.

Resultado de imagem para Pr. Misael dantas da IEADERN
Pr. Misael sendo ameaçado

Entre os perseguidos está o idoso, de 73 anos, pastor da igreja de Bom Jesus /RN, Pr. Misael Dantas. Mesmo sem nada ter feito que desabone a conduta da IEADERN e de seu presidente. Eles ameaçaram tomar a igreja em que idoso é pastor.

O que muitos pastores não sabem é que o Pr. Martim Alves não tem legitimidade para tomar igreja de ninguém por causas pessoas, salvo se houver pecado contra as escrituras e contra o Estatuto, já que o atual presidente não goza de poderes  plenos como presidente, pois encontra-se sub judice.

O pastor Martim Alves e sua Diretoria não podem excluir ou tomar igreja de ninguém, salvo se houver atos contra as Escrituras Sagradas ou o Estatuto de IEADERN.

 

Veja sentença da juíza: