Imprensa internacional repercute decreto de calamidade pública do RJ

reuters

O decreto de calamidade pública em função da crise financeira no Rio de Janeiro gerou repercussão imediata na imprensa internacional na tarde desta sexta-feira (17).

A agência de notícias Reuters destacou: “Rio declara estado de emergência financeira”. O texto da agência, que diz que as receitas do estado, em parte ligadas à indústria do petróleo, caíram nos últimos dois anos, foi publicado em diversos veículos de imprensa.

O decreto também foi noticiado pelos sites dos jornais americanos “Washington Post” e “The New York Times”, do espanhol “El País”, da rede de TV americana NBC e da britânica BBC.

O “Washington Post” afirma que o decreto surpreendeu a muita gente e destacou que a Olimpíada acontecerá em meio ao julgamento de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, à crise em saúde pública devido à epidemia do vírus da zika e à recessão econômica.

O jornal também cita que o estado foi atingido pela queda das receitas e do preço do petróleo, “enquanto uma enorme crise de corrupção deixou a companhia petrolífera estatal Petrobras, uma das maiores empresas do Rio de Janeiro, cambaleando”.

Ao repercutir a notícia, a rede britânica BBC destacou que o anúncio é feito a menos de 50 dias da Olimpíada. Também lembrou que há preocupações sobre a epidemia do vírus da zika e o impacto que ela pode ter sobre o turismo no Rio de Janeiro.