Kelps critica valores pagos a policiais militares no RN

Em pronunciamento durante a sessão plenária desta terça-feira (21), o deputado Kelps Lima (Solidariedade) criticou os valores que o Governo do RN paga aos policiais militares. O parlamentar questionou os salários, segundo ele os mais baixos do País, o valor referente às diárias operacionais e a falta de planejamento na convocação dos militares que irão trabalhar durante o carnaval.

“A diária operacional do policial potiguar é uma vergonha. Eles são chamados para trabalhar quando estão de folga e recebem como se fosses horas extras, mas aqui eles recebem 50 reais por 6 horas corridas trabalhadas, o que representa menos de 10 reais a hora”, afirmou o deputado.

Kelps afirmou que devido à questão hierárquica, os policiais cumprem as escalas compulsórias porque não tem outra opção, tendo que seguir ordens devido à falta de planejamento e de instrumentos que os incentivem ao trabalho. “Não é simples exercer uma atividade profissional com arma na cintura, é uma missão extremamente importante na organização do Estado brasileiro, porque o uso da força é personalizado pelo policial”, disse.

Na avaliação do deputado, escala compulsória só deveria ser utilizada em casos de urgência, como as crises carcerárias, atentados, entre outros. “Até porque faz parte da lógica militar que sejam convocados para garantir a ordem, mas carnaval tem todo ano e dá para se programar”, afirmou.

 

Assessoria