Kelps diz que é preciso “tolerância zero” com agressor de mulheres

unnamed (15)

Parlamentar tem projeto de lei tramitando na Casa que propõe o uso de tornozeleira para autores de violência doméstica
Autor do Projeto de Lei 031/16, que propõe o monitoramento eletrônico para o agressor de violência doméstica, o deputado Kelps Lima (Solidariedade) afirmou que é preciso punição. Na sessão plenária desta quarta-feira (15), o parlamentar afirmou que não se pode mais culpar nem punir as mulheres pela agressão de que são vítimas.

“Não podemos ter nenhum tipo de complacência nem conivência com bandido que agride mulher. Hoje são elas quem estão sendo punidas, quem precisam se esconder, ir para um abrigo. A solução que o Estado tem no momento é elas, que são vítimas, se anularem, como se fossem as criminosas e precisamos dar um basta nesta situação. Com a tornozeleira, teremos um controle sobre os agressores”, afirmou o deputado.

Kelps Lima também agradeceu aos membros da Comissão de Constituição e Justiça da Casa (CCJ) pela aprovação do seu projeto. Em especial às colegas parlamentares Márcia Maia (PSDB) e Cristiane Dantas (PCdoB). O parlamentar disse que espera a aprovação da Casa ao seu projeto. “Agressor de mulher é bandido e como tal deve ter a punição. Precisamos acabar com a cultura do estupro, as piadas e comportamentos machistas que muitas vezes levam ao assassinato de mulheres”, disse o deputado.

Assessoria