Médico é encontrado morto em sítio no interior do RN

O médico infectologista Alfredo Passalacqua, de 54 anos, foi encontrado morto noite deste sábado (1º) dentro do banheiro de sua casa de campo no município de Dix-sept Rosado, na região Oeste potiguar. Segundo o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), a causa da morte foi um edema agudo de pulmão e infarto do miocárdio.

O sítio onde o caso aconteceu fica às margens da RN-117, na zona rural do município. Um comunicado emitido pela família informa que o velório do médico ocorre até as 18h deste domingo (2) na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Centro de Mossoró. Em seguida, o corpo de Alfredo será cremado na cidade de Fortaleza, no Ceará, em cerimônia reservada para parentes.

Além de ser o profissional responsável pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Wilson Rosado, do Hospital Maternidade Almeida Castro e da Liga Mossoroense de Combate ao Câncer, Passalacqua era professor da Faculdade de Ciências da Saúde (FACS) da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).

Natural do Rio de Janeiro, Passalacqua atuava em Mossoró há mais de 20 anos. Ele conquistou o diploma de medicina pela Faculdade Técnico-Educacional Souza Marques e se tornou especialista em Infectologia pelo Instituto Estadual de Infectologia São Sebastião.

A Universidade Estadual do Rio Grande do Norte publicou uma nota e anunciou que a direção da Faculdade de Ciências da Saúde determinou que não haverá expediente na segunda-feira (03) e na terça-feira (04), em luto.

“Com um trabalho reconhecido na área da Saúde, sobretudo no controle e prevenção de doenças infectocontagiosas, a morte do professor Alfredo causa comoção na comunidade médica e acadêmica. Neste momento de dor, a UERN se solidariza com familiares, amigos, pacientes e alunos do professor”, informou.

Fonte: https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte