Moro: ‘Queremos que o Congresso seja parceiro’

Entrevista exclusiva vai ao ar hoje, às 18h, no programa Os Pingos Nos Is

Da Jovem Pan

Em entrevista exclusiva de 1 hora de duração ao programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, que vai ao ar hoje às 18h, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, manifestou o desejo de parceria com o Congresso Nacional.

“Queremos também que o Congresso seja parceiro. Apresentamos o projeto anticrime, que nós entendemos que é um projeto consistente. Parte do nosso trabalho é convencer os parlamentares do acerto, e o Congresso tem seu tempo. Claro que nós gostaríamos que isso fosse votado o mais breve possível, mas nós temos que respeitar. É um novo Congresso, assim como é um novo governo.”

Na entrevista a Felipe Moura Brasil, Augusto Nunes e José Maria Trindade, Moro defendeu o diálogo com os parlamentares; repudiou “fofoca”; esclareceu pontos polêmicos do projeto anticrime, como legítima defesa e agentes disfarçados; explicou o “problema” do caixa dois; comentou as iniciativas de parlamentares para afastar o Coaf e a Segurança Pública de seu ministério; avaliou a atuação de organizações criminosas no Ceará, em São Paulo e no Rio de Janeiro; falou da transferência de líderes e das estatísticas prisionais brasileiras; citou conversas com o presidente Jair Bolsonaro sobre retaguarda jurídica de policiais e posse civil de armas; pontuou sobre a prisão após condenação em segunda instância; e argumentou sobre as decisões do STF de transferir à Justiça Eleitoral casos de corrupção e lavagem de dinheiro e do STJ de manter a condenação de Lula por ambos os crimes, reduzindo a pena do petista.

O ministro respondeu ainda sobre seu temperamento diante de provocações e ameaças.

A entrevista completa vai ao ar em toda a rede Jovem Pan e pode ser vista às 18h em jp.com.br/pingos.