No RN, maratona oferece premiação de R$ 10 mil para projetos tecnológicos de combate à corrupção

Instituto Metrópole Digital (IMD), na UFRN — Foto: José Júnior/IMD 

O Ministério Público do Rio Grande do Norte e o Instituto Metrópole Digital (IMD) vão realizar uma maratona de programação, em que os participantes terão que criar projetos tecnológicos de combate à corrupção. A intenção é que após o evento, as ferramentas sejam disponibilizadas aos órgãos de fiscalização. A premiação será de R$ 10 mil para as três melhores iniciativas.

O Hackfest MPRN 2019 acontece entre os dias 18 e 20 de julho, na sede do IMD, e vai contar com a participação de profissionais do Instituto na orientação das atividades dos grupos que vão participar do Hackfest. A comissão julgadora da competição também contará com um representante da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde o IMD fica sediado.

O Hackfest conta com uma premiação total de R$ 10 mil para os três melhores projetos, cujas esquipes ganhadoras terão um mês para desenvolver a ideia. As inscrições começam na próxima segunda-feira (10) e vão até 5 de julho, totalmente gratuitas, pela internet (Clique aqui). É necessário inscrever-se em cada uma das atividades do evento da qual se deseje participar.

O número de vagas para participar do evento é limitado, sendo a escolha dos inscritos definida de acordo com a ordem de cadastro.

Programação

Em paralelo à maratona, acontece uma programação com painéis e palestras sobre corrupção, finanças públicas, transparência e controle, com nomes de todo o Brasil. Haverá também atividades lúdicas para o público geral, voltadas para a educação cívica.

O evento é inspirado em uma iniciativa do Ministério Público da Paraíba, iniciada em 2016, e que possui três edições realizadas naquele estado. Com o sucesso, o hackton passou a ser replicado em outras unidades da federação e chega agora do MP do Rio Grande do Norte, em sua primeira edição.

Fonte: https://g1.globo.com

Leave a Comment