Novo comandante da PM do RN vai a Alcaçuz e diz que policiais são ‘heróis’

Anderson Barbosa Do G1 RN

Do alto de uma das guaritas de Alcaçuz, coronel Dancleiton constatou que são muitas as dificuldades enfrentadas pelos policiais militares que fazem a guarda da penitenciária (Foto: Divulgação/PM)
Do alto de uma das guaritas de Alcaçuz, coronel Dancleiton constatou que são muitas as dificuldades enfrentadas pelos policiais militares que fazem a guarda da penitenciária (Foto: Divulgação/PM)

“Nossos policiais militares são heróis”. Segundo o novo comandante-geral da PM do Rio Grande do Norte, coronel Dancleiton Pereira, foi esta a impressão que ele teve após visitar a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior unidade prisional do estado. A visita, com o objetivo de verificar pessoalmente as condições de trabalho da guarda carcerária, aconteceu na tarde deste sábado (23).  Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal. Atualmente, a penitenciária possui aproximadamente 1.100 presos.

Esta foi a primeira visita que o coronel fez a um presídio do estado já na condição de comandante-geral da PM potiguar. “Nossos presídios não seguram ninguém. Aqui em Alcaçuz, as guaritas são muito velhas. As escadas estão enferrujadas e é complicado subir nelas. Falta estrutura para que o policial militar faça o trabalho dele”, acrescentou, dizendo que vai solicitar ao governo que as guaritas sejam reformadas.

Embora a condição física seja ruim, o coronel garantiu que as 10 guaritas que circundam Alcaçuz estão ocupadas, diferentemente do que vinha acontecendo há alguns dias. Na semana passada, por exemplo, presos escaparam da penitenciária passando por baixo do muro. Os detentos cavaram um buraco entre duas guaritas que estavam sem policiamento. Isso aconteceu duas vezes. Na madrugada do dia 19, três presos fugiram. Já na madrugada do dia 21, foram dez. No dia seguinte, ainda houve uma terceira tentativa, mas desta vez a guarda externa conseguiu evitar que outros 9 internos fugissem mato a dentro.

Coronel Dancleiton Pereira assume o comando-geral da PM no Rio Grande do Norte (Foto: Divulgação/PM)
Coronel Dancleiton novo comando-geral da PM /RN

“O problema da falta de PMs nas guaritas já foi resolvido. Agora temos que dar melhores condições de trabalho. As guaritas precisam ser reformadas. E eu vou pedir que isso seja feito”, afirmou. Dencleiton disse também que duas caminhonetes com tração 4×4 já foram adquiridas e que nos próximos dias estes veículos serão entregues à guarda de Alcaçuz. “Os policiais da Força Nacional têm os carros deles. Eu quero que a guarda de Alcaçuz também tenha os seus”, afirmou.

Além de Alcaçuz, o coronel também visitou a Cadeia Pública de Natal, como é mais conhecido o Presídio Provisório Raimundo Nonato Fernandes, na Zona Norte da capital. Lá, ele disse que a situação é semelhante, e que “reformas precisam ser feitas urgentemente”.

Coletiva
A partir das 9h desta segunda-feira (25), o novo comandante-geral concede uma entrevista para falar sobre como a Polícia Militar irá atuar de agora em diante. “Eu, particularmente, vou estar presente. Quero participar ativamente das operações, acompanhar de perto o trabalho dos nossos policiais”, assegurou.

Coronel Ângelo Dantas deixou o comando da PM nesta quinta-feira (21) (Foto: Fernanda Zauli/G1)
Coronel Ângelo deixou o comando da PM

Críticas
O governo do estado recebeu duras críticas após a saída do coronel Ângelo Mário de Azevedo Dantas do comando da PM. Promotores de Justiça que atuam na área criminal chegaram a afirmar, em nota enviada à imprensa, que “este é sem dúvida o pior governo dos últimos tempos em matéria de segurança pública”. O próprio coronel Ângelo, após ser exonerado, usou uma rede social para dizer que se sentia como um “bode expiatório”. Quanto às críticas, o coronel Dancleiton limitou-se a dizer que “a hora é de acreditar na Polícia Militar” e que “as respostas serão dadas com trabalho”.