O Pr. Ivan Gonçalves é perseguido pela a Diretoria da IEADERN e sofre disciplina de advertência

Pr. Ivan Golçalves sofre as consequências por não concordar com o Pr. Martim Alves / Foto: da Internet

Segundo informações de alguns pastores, o Pr. Martim Alves da Silva vem cumprindo seus intentos de vingança contra os que procuram o desafiar. Sem nenhuma capacidade moral o referido pastor tem perseguido alguns pastores e protegido outros que comungam com ele, em seus feitos ANTICRISTÃOS.

Entre os pastores perseguidos então Marco Aurélio, da cidade de Fernando Pedrosa, Misael Dantas, da cidade de Bom Jesus, e por último, Ivan Gonçalves, da cidade de Goianinha.

Entre os protegidos estão os pastores Gerson Rosa Gomes, da cidade de Touros, este foi promovido, contra o regimento do Estatuto, pois saiu da cidade de Passa e Fica, considerada um campo comum, para a cidade de Touros que é um campo de supervisão.

De igual modo para proteger o seu colega o Pr. Flávio Epifânio que foi acusado de ter cometido um ato de destruição a uma família, um escândalo na cidade de João Câmara; este foi afastado e ficará, segundo informações, recebendo seu salário mesmo estando em pecado contra a igreja e contra Deus.

Seguindo com seus procedimentos ditatoriais empossou na igreja da IEADERN em João Câmara, o Pr. Reginaldo Luna, também sem observar o Estatuto.

Parece que o Estatuto da igreja só serve para as perseguições encampadas pelo Pr. Martim Alves da Silva.

Desta feita, o Pr. Martim Alves havia determinado por meio de uma comissão sem confiança, já que esta é presidida pelo pastor sogro do Pr. Reynaldo Odilo, que comunga com o regime administrativo do Pr. Martim, disciplinaram o Pr. Ivan Gonçalves de Oliveira.

A determinação era de exclusão, mas as informações dão conta de que os pastores Cícero Miranda, da cidade de Mossoró, e Elinaldo Renovato de Lima, da cidade de Parnamirim, se recusaram em assinar a exclusão do Pr. Ivan Gonçalves, por não haver motivos estatutários.

Ainda há um caso em questão com o Pr. Hilton Andrade que espera uma decisão da justiça, para determinar o afastamento dessa Diretoria, pois Hilton, por aconselhamento do Diácono Laurivan de Sousa, adentrou em juízo para levantar de novo a luta que este havia começado, e por falta da verdade da parte da Diretoria foi considerado sem legitimidade.

Esperamos os próximos acontecimentos. Hilton Andrade tem feito algumas ameaças. Mas ainda não sabemos o que é…

Leave a Comment