Ômicron recua e Portugal registra menor número de casos da Covid-19 em um mês

País registrou o menor número de novos casos da Covid-19 em um mês, com 7.019 novos diagnósticos positivos

A nova onda do coronavírus, impulsionada pela variante Ômicron, está perdendo força em Portugal. Nesta segunda-feira, 7, o país registrou o menor número de novos casos da Covid-19 em um mês, com 7.019 novos diagnósticos positivos, segundo último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS). A incidência da doença em 14 dias, que vinha em tendência de aumento desde o final de 2021 e estava em um nível recorde, também foi reduzida em relação à última atualização e está em 6.901 casos por 100 mil habitantes. Por sua vez, o índice de transmissão Rt, que mede o número de pessoas infectadas por cada indivíduo que recebe o diagnóstico positivo, é de 0,97 e caiu abaixo de 1 pela primeira vez desde outubro.

Mesmo com o recuo, os hospitais enfrentam aumento nas internações, chegando a 2.560 doentes, sendo que 178 pacientes estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Atualmente, Portugal acumula 2.932.990 casos confirmados e 20.258 óbitos. Mais de 90% da população total já está com vacinação completa e quase 50% receberam uma dose de reforço. O país aderiu a partir desta terça-feira, 8, à regulamentação europeia e deixou de exigir um teste de Covid-19 negativo para entrar no país. A partir de agora, basta apresentar o certificado digital da União Europeia ou outra prova de vacinação “devidamente reconhecida”.

Jovem Pan