Análise: Justiça definirá o ‘norte’ de eleição que tem Lula como bússola

Resultado de imagem para Lula
Ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva – 05/07/2017 (Ueslei Marcelino/Reuters)

BRASÍLIA — Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região terão o dever de julgar o ex-presidente Lula de acordo com o que está nos autos. Mas seja qual for a decisão tomada, ela tende a provocar uma refundação da corrida eleitoral. Não é exagero dizer que o dia 24 de janeiro definirá o ano de 2018, e possivelmente os próximos anos da política brasileira.

O ex-presidente Lula não é apenas o líder de uma disputa presidencial. As candidaturas à sucessão do presidente Michel Temer vêm se delineando tendo o petista como uma bússola: os candidatos são apresentados, desde o primeiro momento, como adversários ou aliados de Lula.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/brasil/analise-justica-definira-norte-de-eleicao-que-tem-lula-como-bussola-22184108#ixzz516CqDDp4
stest

Senador Agripino Maia vira réu no STF sob acusação de receber propina da OAS

Resultado de imagem para Agripino Maia
Foto: da Internet

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Por 4 votos a 1, a Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) recebeu nesta terça (12) uma denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o senador e presidente do DEM, José Agripino Maia (RN), que se tornou réu sob acusação de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Votaram pelo recebimento da denúncia o relator, Luís Roberto Barroso, e os ministros Luiz Fux, Marco Aurélio e Rosa Weber, que entenderam haver indícios suficientes para a abertura de uma ação penal. Alexandre de Moraes votou contra, por considerar a denúncia inepta.

Segundo a denúncia, oferecida ao STF em setembro pelo ex-procurador-geral Rodrigo Janot, Agripino atuou para destravar a liberação de financiamento do BNDES para a obra da Arena das Dunas em Natal (RN), em troca de propina da construtora OAS. A Arena das Dunas foi um dos estádios da Copa do Mundo em 2014.

A atuação de Agripino, de acordo com a PGR, se deu no Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN) em meados de 2013. O TCE-RN não havia autorizado a liberação de parcelas do empréstimo por entender que o projeto apresentado pela OAS não atendia aos requisitos de regularidade e ausência de sobrepreço exigidos pelo TCU (Tribunal de Contas da União). Segundo a denúncia, o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, pediu a intervenção do senador. A partir de uma reunião na casa de Agripino com o conselheiro relator do caso no TCE-RN, Carlos Thompson, o secretário extraordinário estadual para Assuntos Relativos à Copa, Demétrio Paulo Torres, e representantes da OAS, o Tribunal de Contas teria deixado de informar ao BNDES sobre os problemas no projeto do estádio.

Agripino é acusado de receber ao menos R$ 654 mil em espécie, depositados em sua conta em frações inferiores a R$ 10 mil para não chamar a atenção dos órgãos de controle, além de R$ 250 mil ao DEM em 2014. “Há um conjunto bem grande de elementos que sugerem uma atuação indevida, um ato omissivo grave, que levou ao superfaturamento de R$ 77 milhões [no estádio], e o inequívoco recebimento de dinheiro não justificado depositado fragmentadamente na conta do parlamentar, além da suspeita, sem comprovação, de que as doações, ainda que feitas de forma lícita, seriam pagamento de vantagem indevida”, disse o ministro Barroso em seu voto. Já Moraes, ao divergir, disse que, “se houve ilicitude, o conselheiro do Tribunal de Contas também deveria ter sido denunciado”.

OUTRO LADO

O senador Agripino disse, em nota, que é inocente e que espera um julgamento célere. “Como afirmado por todos os ministros da Primeira Turma, o prosseguimento das investigações não significa julgamento condenatório. E é justamente a inabalável certeza da minha inocência que me obriga a pedir à corte o máximo de urgência no julgamento final da causa”, afirmou. Segundo Agripino, causou-lhe “profunda estranheza” o fato de os ministros terem desconsiderado provas que atestavam a sua inocência.

 

Fonte: http://www.bemparana.com.br/noticia/542480/senador-do-dem-vira-reu-no-stf-sob-acusacao-de-receber-propina-da-oas

Assembleia lança edição 2017 da Revista Anual com ações que aproximam sociedade

Transparência e prestação de contas em matérias especiais. Esse é o objetivo da Revista Anual da Assembleia, lançada nesta terça-feira (12) durante a sessão solene de entrega de medalhas do Mérito Legislativo, Educacional, Social e Cultural. A publicação anual é produzida pelos repórteres, fotógrafos e publicitários que compõe as Coordenadorias de Comunicação Social e Imprensa e Divulgação e reúne os principais acontecimentos da Sessão Legislativa e presta contas do trabalho dos deputados estaduais, com destaque para as ações que aproximam a Casa da sociedade.

O lançamento aconteceu durante a solenidade da entrega das medalhas do “A Revista da Assembleia promove um encontro entre os cidadãos e o legislativo estadual, entre a sociedade e a atuação parlamentar. Ao explorar as matérias, os leitores vão descobrir alguns dos principais objetivos que movem a Casa: estar próxima ao povo e concentrar olhares para os problemas reais que a população enfrenta”, destacou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

A edição deste ano traz alguns diferenciais. Um deles é a própria capa, produzida a partir de uma imagem feita pelo fotógrafo Ney Douglas e ilustração da artista plástica e radialista Rita Machado, ambos servidores da Assembleia, e que retrata a aproximação entre a Casa e a sociedade. Com esse mesmo víeis grande parte das matérias trazem as ações realizadas pelo Legislativo que interiorizam o seu trabalho, a exemplo do programa Assembleia & Você.

Outras matérias destacam nas páginas da Revista da Assembleia capítulos importantes da história potiguar, como o pioneirismo das mulheres da vida pública, a origem dos símbolos oficiais do Estado e um pouco da biografia dos patronos da Casa, ou seja: dos homens e mulheres que emprestaram seus nomes para espaços e setores do legislativo potiguar.

Os números do Planejamento Estratégico da gestão e a atuação do legislativo em favor de causas sociais, a exemplo da campanha para doação de órgãos, foram transformados em textos leves e de fácil compreensão.

Com 55 páginas, a distribuição da Revista Anual da Assembleia é gratuita.

Deputado Ezequiel Ferreira, presidente da Assembleia Legislativa do RN

Aplicativo potiguar de consultas médicas passa por seleção de investimentos internacionais

O aplicativo Bomédico, desenvolvido pela empresa potiguar Global Gapps Markerting, que facilita o agendamento de consultas médicas, participará de uma banca com investidores que poderá expandir o negócio para fora do país. O app foi classificado neste final de semana durante mais uma rodada do InovAtiva Brasil,  maior programa de aceleração para negócios inovadores do país, que já impulsionou aplicativos como o iFood.
O diretor da Global Gapps, Rilton Campos, disse estar feliz com a solução e lembrou que o aplicativo potiguar tem a vantagem de já estar em prática. “Muitos dos classificados ainda estão na fase da ideia. E a gente já está no mercado. É muito gratificante saber que temos um aplicativo potiguar com essa possibilidade de ser projetado no mercado internacional”, contou.
O aplicativo faz parte de uma plataforma de agendamento e gerenciamento de consultas que tem por objetivo promover uma maior agilidade na marcação, no gerenciamento das consultas e no relacionamento com os pacientes, reduzindo o tempo de espera nas consultas. Entre os benefícios diretos para os médicos estão: a disponibilidade da agenda, aumento na participação do mercado, criação de um canal de relacionamento direto com os pacientes (via atendente), preenchimento e organização da agenda, aumento do número de atendimentos e a redução dos custos administrativos.
O Programa de Aceleração InovAtiva é realizada pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com execução da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi).

Com galerias cheias, medalhas de Mérito são entregues na Assembleia do RN

Personalidades que contribuíram para o desenvolvimento de vários segmentos do RN no ano de 2017 receberam as Medalhas do Mérito Legislativo, Social, Cultural e Educacional em solenidade na manhã desta terça-feira (12). As honrarias, instituídas pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, foram entregues a 18 personalidades durante sessão solene com galerias lotadas.

“Hoje homenageamos exemplos de indivíduos prontos e dispostos a cumprir com sua parte. Ao ver a biografia de vossas senhorias, encontramos exemplos da razão dirigindo a ação, vemos atuar a verdadeira concentração, o emprego do pensamento e do talento na execução de uma tarefa à qual se dedicam toda a mente e todo o coração”, destacou o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Em sua fala, o parlamentar destacou o histórico dos homenageados e também o histórico das personalidades que nomeiam cada uma das quatro medalhas. “Maria do Céu Fernandes, a personagem que dá nome à Medalha do Mérito Social, portou-se na vida como uma mulher de espírito superior. Primeira deputada do Brasil, destacou-se pela oratória. Nunca é demais lembrar o quilate de Luís da Câmara Cascudo, um dos mais vastos seres humanos, que viveu em plenitude as atividades de espírito, sem deixar de recolher as alegrias diárias”, ressaltou.

Sobre Noilde Ramalho, educadora que nomeia a Medalha do Mérito Educacional que foi entregue pela primeira vez este ano, Ezequiel utilizou palavras do educador Henrique Castriciano. “Ser educadora é viver pensando e agindo no afã de ensinar e educar, sem desfalecimentos, sem descrenças, sem revoltas e principalmente sem ambições”, citou.

Em nome dos homenageados, o desembargador Expedito Ferreira de Souza, agraciado com a Medalha do Mérito Legislativo, destacou os companheiros de homenagem como um dos tantos motivos de orgulho por fazer parte desse grupo. “Tudo que fiz na vida, fiz pelo gosto de trabalhar e cumprir meu dever, sendo útil aos próximos e à sociedade. Não fiz em busca de homenagem. Fiz muito sem reconhecimento, mas aprendo que para tudo há uma ocasião e um tempo. Tempo de nascer, tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de colher. Quando olho para os homenageados, concluo que as vossas companhias aumentam ainda mais a honra de estar aqui. Receber o mérito junto a um grupo tão seleto, aumenta meu orgulho e a responsabilidade de falar em nome de todos”, disse emocionado.

A solenidade foi encerrada em clima de descontração com um dueto musical inusitado formado pelos homenageados Dorgival Dantas e Zezo. “É com muita satisfação que estou aqui”, disse Dorgival Dantas.

HOMENAGEADOS 2017

MEDALHA DO MÉRITO SOCIAL “MARIA DO CÉU FERNANDES”
Maria Zeneide Bezerra

MEDALHA DO MÉRITO CULTURAL “CÂMARA CASCUDO”
Gilvan Almeida Vital
Dorgival Dantas
José Maria Teixeira do Nascimento
Zenaide de Almeida Costa (in memorian)
Luiz Almir Filgueira Magalhães
Ormuz Barbalho Simonetti

MEDALHA DO MÉRITO EDUCACIONAL “NOILDE RAMALHO
Edilson Alves de França
Clebeson da Silva Nóbrega
Ângela Maria Paiva Cruz
Genibaldo Barros
Josefa Paisinho Dantas

MEDALHA DO MÉRITO LEGISLATIVO
Sônia Maria de Medeiros Barreto
Francisco Cícero Miranda
Roberto Duarte Galvão
Eudo Rodrigues Leite
Expedito Ferreira de Souza
Antônio Gilberto de Oliveira Jales

Dodge diz que analisará relatório que pede indiciamento de Janot

Resultado de imagem para Raquel Dodge
Foto: da Internet

A Procuradora Geral da República. Raquel Dodge, declara, nesta terça feira, 12, que irá analisar o relatório da CPI mista da JBS após ser comunicada pelos parlamentares.

O deputado federal Carlos Marun, do PMDB-MS, anunciou que pediu em parecer final o indiciamento do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e do ex-chefe de gabinete, o procurador Eduardo Palella. Porém, Dodge diz que ainda não recebeu nenhum indicativo da CPI sobe o assunto; mas assim que receber será analisado.

 

“Não me cabe fazer consideração sobre a intenção, o que posso lhes dizer é que quando receber documentos haverá análise adequada no momento oportuno”, afirmou a PGR.

Raquel conseguiu impedir, por meio de pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF), que a CPI convocasse Pelella. Ao levar o tema ao Supremo, a procuradora-geral afirmou que “o declarado propósito da CPI é o de buscar elementos para revelação de crimes e malfeitos funcionais. Esse, contudo, não é temário a que o Poder Legislativo possa dedicar-se. Investigação criminal ou administrativa de membro do Ministério Público é tema que se esgota no âmbito do próprio Ministério Público”.

O ministro Dias Toffoli atendeu o pedido de Raquel e suspendeu a ida do procurador à CPI.

 

Fonte:https://exame.abril.com.br/brasil/dodge-diz-que-analisara-relatorio-que-pede-indiciamento-de-janot/

Estácio derruba liminar que impedia demissão de 1.200 professores

Faculdade Estácio
A Estácio afirma que os novos profissionais serão recontratados pelo regime CLT, que prevê novas formas de contratação após a reforma trabalhista (Estácio/Divulgação)

Grupo Estácio conseguiu derrubar na Justiça a liminar que impedia ademissão de 1.200 professores. Deferida na semana passada, a liminar atendia a um pedido do Sindicato dos Professores do Rio de Janeiro (Sinpro-Rio).

Na decisão, a juíza Larissa Lopes, do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT-1) determinava a suspensão das demissões até que a instituição informasse nomes dos demitidos, os termos de rescisão e quais seriam seus substitutos.

A Estácio questionou a decisão e afirmou desconhecer qualquer legislação que a obrigue apresentar a relação dos profissionais desligados.

Em nota, a Estácio informa que “promoveu uma reorganização em sua base de docentes” no fim do segundo semestre letivo. “O processo envolveu o desligamento de profissionais da área de ensino do grupo e o lançamento de um cadastro reserva de docentes para atender possíveis demandas nos próximos semestres”.

Para o Sinpro-SP, a criação de cadastro reserva indica que a Estácio fará recontratações com salários inferiores ao dos professores demitidos. O sindicato afirma que a Estácio não pode admitir isso, pois configuraria fraude trabalhista.

A Estácio afirma que os novos profissionais serão recontratados pelo regime CLT, que prevê novas formas de contratação após a reforma trabalhista – caso do contrato intermitente, que permite que a empresa pague apenas pelas horas que necessitar do funcionário.

No Facebook, alunos da Estácio criticaram as demissões. Alguns dizem que os cortes prejudicaram a realização da terceira avaliação, aplicada quando o aluno não vai bem nas duas primeiras.

 

Fonte: https://veja.abril.com.br/economia/estacio-derruba-liminar-que-impedia-demissao-de-1-200-professores/#

Enem para presos e segunda aplicação começam hoje

Detentos fazem prova do Enem - Arquivo/Agência Brasil
Detentos fazem prova do Enem – Arquivo/Agência BrasilArquivo Agência Brasil

Cerca de 32 mil pessoas privadas de liberdade farão hoje (12) e amanhã (13) as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em mais de mil unidades prisionais de 577 municípios. Também será realizado hoje e amanhã o Enem para os participantes que tiveram direito a uma segunda aplicação do exame.

O Enem para Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL) é destinado a pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade. Os participantes com mais de 18 anos poderão utilizar o desempenho como mecanismo para acesso à educação superior. Já os menores de 18 anos, considerados “treineiros”, só poderão utilizar os seus resultados individuais para a autoavaliação de conhecimentos.

No Distrito Federal, a preparação dos presos para o Enem é focada principalmente na redação. “Observamos que os estudantes do sistema prisional têm muita dificuldade na prova de redação. Por isso, preparamos alguns aulões muito semelhantes aos que são oferecidos aos estudantes externamente, inclusive com professores que trabalham no Enem externo e têm muita experiência com a questão da redação”, explica Wagdo Silva, diretor do Centro Educacional 01 de Brasília, que é a escola responsável pela educação do sistema prisional do Distrito Federal. Os alunos também recebem materiais, como apostilas com o conteúdo para estudo.

No dia da aplicação da prova, todos os professores são convocados para ajudar na aplicação do exame. As provas são realizadas nos núcleos de ensino que ficam dentro das unidades prisionais. Os agentes penitenciários ficam do lado de fora das salas de aula fazendo a segurança. Segundo Silva, a aplicação das provas costuma ser tranquila. “Eu trabalho há 15 anos no sistema prisional como professor e nunca vi relato de um problema sequer na aplicação das provas”, diz.

Para ele, a aplicação do Enem é fundamental para os presos. “A sociedade não tem conhecimento do quanto esses exames são importantes para as pessoas que estão apenadas. É um ponto de partida para essas pessoas porque antes elas não tinham essa possibilidade. Nos últimos anos, há uma quantidade enorme de alunos que chegaram às universidades por meio do Enem”, acrescenta Silva.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mais de 197 mil pessoas presas e jovens sob medida socioeducativa já participaram do exame entre 2011 e 2016. O Enem PPL é uma iniciativa do Inep, em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça e Cidadania (Depen/MJC) e com a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Segunda aplicação

O Enem para os participantes que tiveram direito a uma segunda aplicação do exame também começa hoje. O Inep estima a participação de 3.606 inscritos, que prestarão os exames em 34 locais de 27 municípios.

Entre os motivos para a segunda aplicação estão a interrupção do fornecimento de luz, que afetou 3.574 participantes de nove locais, em Olinda (PE), Teresina (PI) e Uruaçu (GO). Outros cinco casos são de atendimentos a demandas judiciais e 27 resultam de deferimentos da Comissão de Demandas para atender a participantes que tiveram problemas diversos.

Encceja

Nos dias 19 e 20 de dezembro serão realizadas as provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Encceja Nacional PPL). Segundo o Depen, mais de 74 mil presos vão prestar o exame.

 

 

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/educacao/noticia/2017-12/enem-para-presos-e-segunda-aplicacao-comecam-hoje

Dr. Luiz Gomes envia comunicado via redes sociais de sua indignação

Foto do Facebook

O Dr, Luiz Gomes, pelo visto, ex-presidente do PEN/RN, enviou na tarde de hoje, 11, comunicado via rede social, de sua insatisfação e indignação com uma decisão de extermínio do partido que ele presidia. No comunicado é deixado claro de que as decisões da cúpula nacional não consultaram o diretório estadual causando constrangimentos aos ideias dos que pretendiam se lançar candidato pela legenda em 2018.

Na informação Dr. Luiz, que foi candidato a vice-prefeito na chapa do PSDB que tinha a deputada Márcia Maia como cabeça de chapa, declara que não vai desistir dos ideias políticos, e que seus correlegionários podem se assegurar que vão, juntos, acharem uma saída.

Veja o poste encaminhado as redes sociais: 

Bicentenário do Colégio Marista é homenageado na Assembleia Legislativa

Os 200 anos do Colégio Marista no mundo e os 86 anos em terras potiguares foram homenageados durante solenidade na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (11). Proposta pelo ex-aluno da congregação e deputado Hermano Morais (PMDB), a sessão solene reuniu gerações de alunos, diretores, coordenadores, professores, colaboradores, deputados e representantes da prefeitura do Natal.

Na abertura da sessão, o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), que também é ex-aluno, destacou a alegria em fazer parte da família Marista. “Sou feliz por estudar em uma instituição que nos formou e orientou para a vida. Continuo amando o colégio e torcendo para que permaneça com esse objetivo de preparar a juventude para o futuro”, declarou ele.

O deputado Hermano Morais disse que a Sessão Solene tem um sentido muito especial e fez um breve histórico sobre o período em que estudou na escola. “Estudei no Marista de Natal da 4ª série até o concluir o Ensino Médio. Foram oito anos inesquecíveis, compondo uma turma exemplar, sobretudo quando se fala em amizade. Amizade verdadeira. Estávamos ali para estudar, lógico. Mas, fortemente unidos, nos divertíamos, praticávamos esportes, apreciávamos a cultura e fortalecíamos os nossos laços, como se cada dia fosse o último de nossas vidas. Numa convivência fraterna, aproveitamos tudo o que a educação Marista nos proporcionava”, discursou Hermano Morais.

O parlamentar ressaltou a importância da formação dos contemporâneos de Colégio Marista. “Passados 38 anos de conclusão do curso, mantemos a nossa amizade, prezamos pela nossa convivência, promovemos encontros divertidos e rezamos juntos, graças ao advento da tecnologia e à nossa benquerença que em nenhum momento se perdeu, mesmo com tantos caminhos diferentes que a vida nos concedeu”.

Hermano Morais agradeceu aos diretores, coordenadores, professores e colaboradores pela missão que desenvolvem e fez um agradecimento especial ao diretor da época em que foi aluno, um dos homenageados na sessão, o Irmão Wellington Mousinho, educador e administrador.

Os deputados e ex-alunos Ricardo Motta (PSB), Larissa Rosado (PSB) e Jacó Jácome (PSD) fizeram questão de registrar o orgulho em fazer parte da família Marista. O deputado Ricardo Motta disse que carrega no sangue a história do colégio e seus filhos também passaram pela congregação. Na ocasião, ele lembrou de sua professora Almira Melo. Larissa Rosado falou sobre o elo da instituição com todos que fazem parte dela. “O Marista traz o sentimento de família e me considero como parte dela. Sou Marista de coração”. Jacó Jácome destacou que o Marista traz uma identidade que não se pode apagar. “O Marista é uma filosofia e estilo de vida”, disse ele.

Jorge Alberto Madruga falou em nome dos homenageados. Ele representou a Família Madruga, uma família tradicional do RN que apostou na educação Marista de tal forma que foi reconhecida e agraciada por ser a única família com 10 filhos matriculados ao mesmo tempo em um único colégio Marista no mundo. Emocionado, ele falou sobre os valores da instituição. “O Marista associa valores como educação, família e religião”, afirmou Jorge Alberto, chamando a atenção dos educadores para combater os excessos provocados pelas novas tecnologias.

Irmão José de Assis Elias de Brito falou em nome da Congregação. Ele é um jovem educador e empreendedor que, por meio de um trabalho inovador, vem conquistando, como atual Diretor, o reconhecimento de todos diante de um excelente resultado à frente do Colégio Santo Antônio Marista. Durante seu discurso, reconheceu e agradeceu a homenagem, além de reafirmar o compromisso da instituição com a família.

“Vivemos em 2017, tempo de graça e compromisso com os 200 anos do instituto Marista. A escola tem a missão de tornar Jesus conhecido e amado entre crianças, adolescentes e jovens. Marcelino Champagnat, fundador do Instituto, gerou uma comunidade de irmãos em defesa da educação e hoje reafirmamos nosso compromisso em formar bons cristãos e cidadãos”, disse Irmão Assis.

Também foram homenageados Antônio Lourenço de Aquino, que começou como um simples colaborador e chegou a ocupar um cargo de destaque na direção do colégio Santo Antônio Marista; Elizabeth Bezerra de Sousa, ou simplesmente Tia Beth, um exemplo de professora dedicada e querida, curada pela intercessão de São Marcelino Champagnat, um milagre que concorreu para sua santificação e Irmão José Getúlio Silveira, um educador missionário Marista que tem a humildade como sua marca.

Instituto Marista

O Instituto Marista nasceu na França, em 1817, fundado pelo Padre José Bento Marcelino Champagnat, que nasceu em 1789 e faleceu precocemente aos 51 anos de idade. O jovem sacerdote se dedicava à catequese, às visitas aos camponeses, à celebração de missas e à convivência fraterna, com crianças, jovens e adultos. Champagnat entendia a educação como meio privilegiado para a formação integral do ser humano e tinha grande devoção à Maria, a quem chamava de “Boa Mãe”.

Os primeiros trabalhos na congregação foram na atuação apostólica e educacional aos jovens do campo, que mais tarde se tornariam Irmãos Maristas. Champagnat ensinou-lhes a leitura, a escrita, a oração e a vivência do Evangelho e os transformou em educadores, comprometidos com a pedagogia, a espiritualidade apostólica e mariana, a missão e às formas de viver como Maristas de Champagnat.

Lula se apieda de Cabral e diz que ele não merecia está preso

Resultado de imagem para Lula no Rio de Janeiro
Foto: da Internet

Pelo que circula nas redes sociais em um vídeo em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato a presidente do Brasil pelo PT, declarou em uma concentração de manifestação do PT e outras correntes de partidos simpatizantes por sua volta ao poder executivo do Brasil, que os ex-governadores do Rio de Janeiro, no caso, o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) não merecia está preso por ter roubado o Brasil.

Essa pode ser uma das declarações que revelam as ideias de Lula contra a Polícia Federal e o juiz Sérgio Moro; de que o desejo dele (Lula) ao chegar, se chegar a presidência, é de promover um perdão geral para os políticos que estão presos.

Para Lula, não há certeza de que eles sejam culpados.

Veja o vídeo:

PF investiga propina de R$ 160 mi para fiscal da Receita agilizar R$ 2 bi à JBS

A Operação Baixo Augusta, deflagrada nesta segunda-feira (11) pela Polícia Federal, pelo Ministério Público e pela Receita, apura um esquema de propina para liberação de crédito tributário do Fisco à JBS. Os investigadores apontam que movimentações financeiras entre empresas do grupo e investigados indicam o recebimento de aproximadamente R$ 160 milhões em propinas nos últimos 13 anos.
Segundo a operação, as transações ocorriam por meio de firmas de fachada e a emissão de notas fiscais falsas. Estima-se que o total de créditos tributários liberados à JBS a partir do esquema chegue a R$ 2 bilhões ao longo do período.
A Baixo Augusta é um desdobramento da Lava Jato. Os agentes cumprem 14 mandados de busca e apreensão na capital paulista e em Caraguatatuba, Campos do Jordão, Cotia e Lins.
A investigação partiu do acordo de colaboração premiada firmado entre executivos da JBS e o Ministério Público Federal. Em nota, a Procuradoria da República apontou que “as provas já colhidas no inquérito confirmam o relato de que um esquema de pagamento de propinas funcionava desde 2004 para agilizar a liberação de recursos que a companhia teria a receber do Fisco”.
Os mandados foram cumpridos nas residências dos envolvidos e de seus familiares e nas sedes de empresas identificadas.
Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/politica/2017/12/11/interna_politica,734121/pf-investiga-propina-de-r-160-mi-para-fiscal-da-receita-agilizar-r-2.shtml

Assembleia Legislativa do RN entrega medalhas do mérito legislativo, social e cultural

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realiza, nesta terça-feira, dia 12 de dezembro, às 9h, a solenidade de entrega das medalhas do Mérito Legislativo, Social e Cultural, em reconhecimento aos potiguares que contribuíram para o desenvolvimento do Estado no ano de 2017. A novidade deste ano é a instituição de mais uma honraria denominada Medalha do Mérito Educacional “Noilde Ramalho”, destinada aos profissionais da área. No total, 16 personalidades serão agraciadas com a honraria.

“Uma homenagem é uma expressão ou ato público como mostra de admiração e respeito por alguém. A Medalha do Mérito Educacional ‘Noilde Ramalho’ é destinada aos profissionais da área de educação que tenham prestado relevantes serviços ao Estado do Rio Grande do Norte”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Veja a lista dos homenageados: 

Click aqui!

PM é baleado em troca de tiros, dois bandidos morrem

Na noite desse domingo, 10, um sargento da PM que estava na Rua Potengi, Quintas, próximo a favela do mosquito, quando dois homens se aproximaram e começaram uma troca de tiros.

Não se sabe qual os motivos do tiroteio, mas é possível que se tratava de execução de policial. É provável que os bandidos tenham descoberto se tratar de um policial que estava no local e tenha resolvido abordá-lo. O PM por sua vez, reagiu para sobreviver, matando os dois bandidos.

O sargento foi levado para o hospital Clóvis Sarinho e passa bem; enquanto os corpos dos meliantes ficaram a espera do ITEP.

 

Fonte: G1

Magno Malta usa CPI como palanque para tentar ser vice de Bolsonaro

Resultado de imagem para Mágno Malta
Foto: da Internet

Presidente de uma CPI no Congresso pela quarta vez, o senador Magno Malta (PR-ES) tem um desafio pela frente: conseguir adiar o fim da comissão no Senado que investiga maus-tratos a crianças e adolescentes. O prazo acaba neste mês e sua intenção é prorrogá-lo até o fim do primeiro semestre de 2018. Isso porque as reuniões do colegiado têm sido usadas como uma espécie de “palanque” eleitoral para o senador, ligado à bancada evangélica, e cotado para ser vice em uma eventual chapa presidencial do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) – de malas prontas para o Patriota.

“Isso é coisa das redes sociais”, diz Malta quando questionado sobre a dobradinha. Ele admite, porém, afinidade de ideias com o vice-líder nas pesquisas de intenção de voto. “Nós somos amigos, defendemos a família, a Pátria, acreditamos em um País que canta o Hino Nacional”, afirma o senador. Fotos dos dois juntos estão nas redes sociais tanto nas de Malta quanto nas de Bolsonaro.

A atuação do senador na CPI da Pedofilia, concluída em 2010, o tornou uma espécie de celebridade nas redes sociais, sobretudo em grupos de direita. Desde então, tem usado o tema como uma das principais bandeiras e na CPI dos Maus-Tratos repete a estratégia que lhe garantiu a reeleição há sete anos.

“Está detectada uma movimentação mundial e com foco no Brasil a partir dos museus. Eles descobriram que poderiam abrir caminho para a legalização da pedofilia no mundo, incutindo na mente das pessoas a partir da arte”, afirmou o senador em uma das primeiras reuniões do colegiado, ainda em outubro, quando pegou carona nas polêmicas envolvendo a exposição Queermuseu, em Porto Alegre, e a performance La Bête, em São Paulo, para promover a CPI. As duas mostras foram acusadas nas redes sociais de incentivar a pedofilia.

“A enxurrada de denúncias de pedofilia foi muito grande quando criamos a CPI. E o que acabou contaminando o debate foi que os casos das exposições tiveram reações muito fortes da sociedade”, diz o senador José Medeiros (Podemos-MS), relator da CPI.

 

 

Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/politica/2017/12/10/interna_politica,923537/magno-malta-usa-cpi-como-palanque-para-tentar-ser-vice-de-bolsonaro.shtml