Márcia Maia cobra descentralização de unidades APAC no RN

unnamed (9)

Em pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (13), a deputada Márcia Maia (PSDB) apresentou preocupação quanto à centralização de recursos do orçamento estadual (OGE) para a implantação de cinco unidades de Associações de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC), em uma única região do Estado, a Potengi.

“Concordo com o apelo do coordenador do projeto Novos Rumos, juiz Gustavo Marinho, e de servidores do TJRN que recomendam uma melhor distribuição das unidade de APACs pelo Estado. Inclusive com estudos de implantação e encaminhamentos nas regiões”, salientou Marcia Maia, defendendo inclusive unidades em Natal e Mossoró, cidades com os maiores índices de violência no Rio Grande do Norte.

A deputada salientou que o tema já foi inicialmente debatido na reunião desta quarta-feira (13), na Comissão de Fiscalização de Finanças (CFF), e externou a necessidade de que o plenário trate do assunto quando ocorrer a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), na próxima semana.

Para Márcia Maia a sociedade potiguar precisa abraçar o modelo APAC de atendimento aos que estão no sistema carcerário. “O regime tradicional já demonstrou sua falência. Não é capaz de ressocializar, não tem recebido investimentos e o que se tem é o acúmulo de fugas”, salienta a deputada ao citar a APAC de Macau que completa 6 anos de implantação, este ano, com baixos índices de reincidência.

O modelo APAC tem o objetivo de promover a ressocialização de apenados. O método utilizado é referência quando se fala em ressocialização de apenados, apresentando-se como alternativa de gestão prisional humanizada, com custos reduzidos para o Estado, e que pode reduzir os índices de reincidência.

A metodologia fundamenta-se no estabelecimento de uma disciplina rígida, caracterizada por respeito, ordem, trabalho e envolvimento da família do sentenciado, através da qual os próprios presos são corresponsáveis pela sua recuperação e têm assistência espiritual, médica, psicológica e jurídica prestada pela comunidade.

Assessoria

Policiais frustram fuga na Penitenciária de Alcaçuz

Policiais-da-CIPAM-frustram-fuga-na-Penitenciária-de-Alcaçuz-1-750x422

Policiais da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPAM) conseguiram frustrar na madrugada desta quarta-feira (13) mais uma fuga na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta. Os militares realizavam o policiamento quando visualizaram três apenados tentando passar pelo muro da unidade e conseguiram coibir a ação. Os três apenados foram apresentados a diretoria da unidade prisional.

Palmeiras sofre empate do Santos e tropeça pela 1ª vez em casa no Brasileiro

BBugU5S.img

Até esta terça-feira, o Palmeiras tinha sete vitórias em sete jogos como mandante no Campeonato Brasileiro. Porém, o retrospecto terminou diante do Santos. No Allianz Parque, os donos da casa até abriram o placar com Mina, mas viram o rival alvinegro empatar com um gol meio sem querer de Gabriel para decretar o placar final de 1 a 1.

BBuh3BM.img
Mina comemorou com dança após ter aberto o placar no clássico

O time alviverde abriu o placar logo aos seis minutos do primeiro tempo. Dudu cobrou escanteio para dentro da área, Mina subiu mais que a zaga santista e escorou de cabeça para marcar seu primeiro gol com a camisa do clube. Na comemoração, o zagueiro colombiano fez até uma dancinha inusitada.

Já no segundo tempo, veio o empate do Santos. Aos 10 minutos, Gabriel recebeu de Rodrigão, limpou a marcação e arriscou de longe. A bola desviou em Vitor Hugo e tirou qualquer chance de Fernando Prass defender.

Desfalques

O Palmeiras entrou em campo com desfalques. Gabriel Jesus, Roger Guedes e Thiago Santos cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo e não entraram em campo. Por outro lado, Tchê Tchê e Moisés foram escalados após realizarem um teste antes do jogo desta terça – ambos sofreram lesão na vitória por 3 a 1 contra o Sport, na semana passada.

Os dois foram titulares contra o Santos, mas Moisés voltou a se queixar de dores e acabou substituído ainda aos 12 minutos do primeiro tempo. O substituto foi Arouca, que retornou aos gramados após se recuperar de uma artroscopia no joelho esquerdo no início de junho.

Outro problema na partida desta terça foi Mina. O defensor, que tinha feito o gol palmeirense, sentiu a coxa nos minutos finais da etapa inicial e deu lugar a Edu Dracena.

Por fim, o clássico também marcou a reestreia de Leandro Pereira. O atacante, que voltou ao Palmeiras emprestado do Brugge, da Bélgica, entrou na etapa final no lugar de Lucas Barrios.

Tabela

O empate leva o Palmeiras aos 29 pontos, ainda na liderança do Campeonato Brasileiro, mas apenas um ponto à frente do vice-líder Corinthians. Já o Santos chega aos 23 e retorna ao G-4 do Brasileirão, na quarta colocação.

Recorde de público

Apesar do empate, o jogo contra o Santos bateu o recorde de público no Allianz Parque. Ao todo, 40.035 pessoas acompanharam o clássico desta terça-feira.

Na sequência

Na 15ª rodada do Brasileiro, o time alviverde visita o Internacional, no Beira-Rio, no próximo domingo. Um dia antes, no sábado, o clube alvinegro recebe a Ponte Preta na Vila Belmiro.

 Gazeta Press Gabriel fez o gol de empate no Allianz Parque
Gazeta Press Gabriel fez o gol de empate no Allianz Parque

Dison Lisboa solicita investimentos para escolas do Agreste potiguar

unnamed (8)

Investimento na estrutura das escolas a fim de contribuir para um melhor aprendizado de jovens e crianças. Estes são os pleitos do deputado Dison Lisboa (PSD) encaminhados ao Governo do Estado e direcionados para as escolas dos municípios de Jundiá e Pedro Velho, no Agreste do Rio Grande do Norte.

“A educação é o principal meio de edificação do ser humano. É importante a boa estrutura das escolas no momento do aprendizado, contribuindo para o desenvolvimento dos estudantes”, justifica o parlamentar.

Para a Escola Estadual Professor João Bernardo, em Jundiá, o deputado está requerendo reforma e climatização, a fim de proporcionar um ambiente mais agradável e adequado ao ensino. Para a Escola Estadual Francisco Maranhão, em Pedro Velho, Dison solicita a reforma da unidade.

Assessoria

Três projetos na área de segurança são aprovados na Comissão de Administração

unnamed (7)

Três matérias consideradas pelo deputado Jacó Jácome (PSD) como de relevância para o setor de Segurança do Estado, foram aprovados na Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho que zerou a sua  pauta na reunião realizada na tarde desta terça-feira (12).
Um dos projetos trata do monitoramento eletrônico do agressor de violência doméstica e familiar contra a mulher, seus familiares ou testemunhas, de autoria do deputado Kelps Lima (Solidariedade). Outro institui o Programa de Prevenção de Assédio Moral e Sexual Cyberbullying, da deputada Marcia Maia (PSDB), e o terceiro dispõe sobre a proibição do uso de algemas em presas parturientes sob custódia do Estado, de iniciativa do deputado Ezequiel Ferreira (PSDB)
“Entre as matérias analisadas nesta reunião, todas de importância, destacamos essas como mais relevantes porque garantem a dignidade e honra do cidadão. Esses projetos estão prontos para apreciação e votação final no plenário da Assembleia, onde esperamos que sejam aprovados, em função da sua importância para o setor de Segurança Pública”, destaca o deputado Jacó Jácome, presidente da Comissão.
Além desses projetos, em sua última reunião deste semestre legislativo, a Comissão aprovou outras quatro matérias. Participaram da reunião os deputados Jacó Jácome, Cristiane Dantas (PCdoB) e Tomba Farias (PSB).

Derrotar o impeachment hoje é mais fácil do que antes, diz Lula em PE

BBugfks.img

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, durante entrevista a uma rádio em Petrolina (PE) nesta terça-feira (12), que o momento atual está “mais fácil” para derrubar o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Congresso. Segundo cálculos do petista, o resultado do processo está nas mãos de seis senadores.

“Hoje derrotar o impeachment é mais fácil do que antes”, disse Lula à “Rádio Jornal”. “Antes você tinha uma Câmara incontrolável. Agora Dilma está dependendo de seis votos, são seis senadores que podem mudar o destino do país, devolvendo a Dilma o mandato popular que o povo deu a ela e, portanto, somente o povo poderia tirá-la”.

Um dia antes, na passagem por Juazeiro (BA), Lula aproveitou para criticar o presidente interino, Michel Temer. Segundo o petista, Temer privatiza “porque não sabe governar”.

Na ocasião, ele também jogou a culpa da crise política para o deputado Eduardo Cunha (PMDB), que deve enfrentar um processo de cassação. Ele afirmou que “a coisa desandou” desde o ano passado principalmente “porque elegeram um cidadão como presidente da Câmara que se utilizou do cargo para atrapalhar Dilma a governar este país”. Pela noite, durante ato em Petrolina, o ex-presidente fez críticas ao Legislativo, dizendo que o Congresso Nacional “assaltou” o poder da presidente afastada.

As visitas à Bahia e Pernambuco fazem parte de uma sequência de três dias de visitas de Lula a cidades nordestinas, onde ele participa de um atos contra contra o impeachment da presidente.

‘DISCUSSÕES COM DILMA’

Na entrevista à rádio de Petrolina, o ex-presidente afirmou ainda ter discutido em diversas ocasiões sobre o cenário econômico do Brasil com a presidente afastada, “dizendo o que eu acho que deve ser feito, mas a gente respeita a pessoa que está no mandato, que diz o que quer e como quer”.

“O país estava bem arrumadinho com uma taxa de desemprego de 4,3% coisa de primeiro mundo. De repente desandou. Uma mistura de coisas equivocadas na economia, de uma política feita praticamente para tentar evitar que a presidenta governasse, era pauta bomba todo dia dentro da Câmara”, disse.

Depois de passar por Juazeiro e Petrolina, Lula participará da Plenária do 2° Conselho Deliberativo da Fetape (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado Pernambuco) nesta terça, às 16h, em Carpina (PE).

Na quarta-feira (13), o ex-presidente irá ao Ato da Frente Brasil Popular em Caruaru, agreste pernambucano, às 10h. A passagem de Lula pelo Nordeste em busca de apoio à Dilma terminará no Recife, em ato pela defesa da democracia, marcado para às 19h. Com informações da Folhapress.

CCJ analisa 258 projetos no primeiro semestre de 2016

unnamed (6)

Com um balanço que registra a apreciação, discussão e votação de 258 projetos, apresentados pelos deputados, Executivo, Judiciário e Ministério Público, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) encerrou nesta terça-feira (12) o seu período de reuniões antes do recesso legislativo regimental.
“Terminamos esse primeiro semestre de trabalho com um resultado muito positivo, zerando a pauta desta comissão com aprovação de matérias muito importantes para o Rio Grande do Norte. Entre elas podemos destacar a matéria que aprovou a cessão de R$ 20 milhões pelo Tribunal de Justiça para o Governo do Estado e o Projeto Transporte Cidadão. O volume de matérias que tramitou pela CCJ somou 258 processos”, afirmou o presidente da Comissão, deputado Albert Dickson (PROS).
Na reunião desta terça-feira, a CCJ aprovou 13 projetos, baixou dois em diligência e devolveu uma ao autor para anexar informações complementares. Entre as matérias aprovadas está o Projeto de Lei que dispõe sobre a iniciativa popular no processo legislativo, de iniciativa do deputado Souza Neto (PHS).
De acordo com o Projeto, a iniciativa popular no processo legislativo poderá ser exercida mediante a apresentação de Projeto de Lei e Proposta de Emenda Constitucional.
Ainda na reunião desta terça-feira, que contou com a presença dos deputados Albert Dickson, Márcia Maia (PSDB), José Adécio (DEM), Gustavo Fernandes (PMDB), Carlos Augusto (PSD), Kelps Lima (Solidariedade) e Galeno Torquato (PSD), a CCJ fez a distribuição de 10 matérias para os relatores.

Assessoria

RN tem 4.855 casos confirmados de chikungunya; 15 pessoas já morreram

aedesaegypti

O Rio Grande do Norte já soma este ano 4.855 casos confirmados de febre chikungunya. É o que revela o mais recente Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde Pública. Ao todo, foram notificados 19.566 casos; 15 pessoas morreram. No mesmo período do ano passado, haviam sido notificados 4.745 casos, com 11 mortes confirmadas.

A Sesap informou também que uma particularidade chama a atenção da Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige). É que 93% dos óbitos ocorridos este ano vitimaram indivíduos acima de 60 anos de idade, com predominância do sexo masculino (9 casos). Também se observou que o pico da doença este ano se estendeu até o mês de abril, enquanto que no ano passado o pico foi até fevereiro.

A 7ª Região de Saúde, que inclui os municípios de Extremoz, Macaíba, Natal, Parnamirim eSão Gonçalo do Amarante é a que concentra o maior número de casos. Na sequência aparecem a 2ª Região (Mossoró) e 4ª Região (Caicó).

A subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica, Maria de Lima Alves, explica que devido à suspensão dos kits com os testes pelo Ministério da Saúde no período de março a junho deste ano, os números podem ser alterados: “Podemos descartar alguns casos e também confirmar para outros agravos, como dengue e o vírus da zika”, afirmou.

Coopmed relata crise na saúde do RN e requer mediação a Ezequiel Ferreira

unnamed (5)

A ausência de pagamento dos serviços de alta e média complexidade por parte do Governo do Estado, a carência nos insumos básicos nos hospitais e a falta de diálogo com a atual secretária estadual de Saúde, Eulália de Albuquerque Alves, foram os principais problemas relatados pelos dirigentes da Cooperativa Médica do RN (Coopmed-RN), nesta terça-feira (12) ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

“O relato da crise na saúde impressiona. Somos sabedores da crise financeira do Estado. Os Poderes tem auxiliado na busca de soluções, somente a Assembleia já soma R$ 13 milhões de déficit nos seus repasses devido a frustração de receitas do Estado. Mas Saúde é prioridade e é preciso uma solução para equacionar os problema do setor. Para isto vamos agilizar uma audiência dos dirigentes da Coopmed com o governador do Estado para se encontrar respostas para as demandas e abrir o diálogo da categoria com a secretária estadual de Saúde”, salienta Ezequiel Ferreira.

Diretores da CoopMed relataram que o Governo do Estado não tem pago os serviços de alta e média complexidade dos pacientes do interior desde janeiro, acumulando o montante em R$ 8 milhões. Até maio foram 11.800 procedimentos que não foram repassados. “O Governo do Estado não paga desde janeiro honorário médicos e os serviços hospitalares à cooperativa. Agora em julho está difícil formalizar as escalas médicas em virtude do não recebimento dos serviços prestados desde janeiro”, explica Marcelo Cascudo, presidente da Coopmed-RN, apesar de manter os serviços de urgência e emergência de alta e médica complexidade na rede estadual como: Cirurgia Cardiovascular, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Ortopédica e Oncológica.

O médico Madson Vidal relatou durante a reunião que as pessoas estão morrendo nos hospitais. “Morrendo pela falta do básico. As pessoas estão morrendo à mingua. É uma situação de barbárie mesmo”, asseverou.

Já o cardiologista Álvaro Barros pontuou que as carências e deficiências do Estado tem exposto os médicos à agressões dos pacientes diariamente. “Agora mesmo, no Incor, no momento desta reunião, tem famílias revoltadas. Cobram que seja feito um procedimento cirúrgico, mas que o Estado não tem pago. Como fazer a cirurgia sem que os custos sejam pagos?”, questionou.

Para o médico Pedro Cavalcanti o fato é que o Estado vive uma crise das mais profundas. “A situação é muito grave”, disse ele salientado que os médicos não querem somente reivindicar pagamentos para serem protagonistas na busca de soluções. Victor Vinicius de Almeida Ferreira, diretor administrativo da Coopmed, além de reforçar a situação de crise relatou deficiências até de coleta de lixo no Hospital Walfredo Gurgel e da falta de diálogo com a atual secretária estadual da saúde. “Foi erguido um muro entre a secretária de estado, Eulália de Albuquerque Alves, e a categoria”, disse.

O médico e deputado Getúlio Rego (DEM), diante da gravidade do tema, fez a proposição para a criação de uma comissão parlamentar no setor da saúde para acompanhar as demandas desta crise que se instaurou no Estado. O deputado Hermano Morais (PMDB), presente na reunião, também prestou solidariedade e a apoio aos médicos.

A CoopMed possui 1.600 cooperados distribuídos em 36 especialidades. Os médicos atuam junto aos convênios, entre eles, a Unimed Federação, Unimed Mossoró, Unimed Macau e Caicó e os contratos com a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Estadual de Saúde.

A prestação dos serviços acontece nos hospitais particulares que atendem ao SUS e onde é possível realizar cirurgias e procedimentos de Alta e Média Complexidade proporcionando à população mais carente um serviço de excelência.

Só para se ter ideia do alcance deste atendimento, em 2015 foram 28 mil procedimentos do SUS nos nove hospitais conveniados, em 2016 a estimativa era de 36 mil procedimentos, mas há estimativa da demanda reprimida.

Assessoria

O CPMF estará de volta

cpmfO relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017 no Congresso, senador Wellington Fagundes (PR-MT), não descarta a possibilidade de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Fagundes manteve em seu parecer a CPMF como possível fonte de R$ 33,2 bilhões para o ano que vem e classificou o tributo como uma “forma eficaz” de arrecadação.

A recriação da CPMF, no entanto, ainda não foi aprovada pelo Congresso Nacional, onde tramita em forma de proposta de emenda à Constituição.

Segundo Fagundes, o trecho em seu parecer que trata da arrecadação com a CPMF é o mesmo enviado pela equipe econômica da presidenta afastada Dilma Rousseff, e que foi mantido pelo governo Temer. “O governo já anunciou que deverá mandar medidas amargas. Ao mesmo tempo, o presidente disse que não vai enviar nenhuma medida antes de definir o impeachment”, disse o relator hoje (11).

“Não posso dizer pelo governo, o que posso dizer é que a CPMF é uma forma de arrecadação eficaz. Está provado que ela é extremamente eficaz. Agora, se o governo vai mandar e se o Congresso vai aprovar, não posso garantir”, acrescentou.

Segundo Fagundes, o governo terá que buscar formas de arrecadação, seja com a volta da CPMF ou outras medidas. “O presidente Michel já veio a público dizer que medidas amargas terão que ser tomadas. Com o déficit de R$ 139 bilhões o governo terá que arrumar fontes de arrecadação e essas fontes têm que ser aqui dentro do próprio país.”

Votação

O relator disse que a intenção é votar a LDO na próxima quarta-feira (13) na Comissão Mista de Orçamente (CMO) e no plenário do Congresso apenas em agosto, após o chamado recesso branco.

“Entendemos que é importante que vote na comissão o relatório. Na comissão estamos dando a sinalização para o mercado que o Congresso já está aceitando a meta, o Congresso está buscando fazer um orçamento realista, que permita ao governo federal, estaduais e municipais fazerem um planejamento real para o país.”

Fagundes ressaltou que seu relatório prevê obrigações e exigências para que obras inacabadas sejam retomadas. “Colocamos mais quesitos para fazer com o que o Brasil conclua essas milhares de obras inacabadas que causam prejuízo muito grande.”

Protocolado ontem (10) na CMO, o parecer de Fagundes incorpora a aprovação do déficit de R$ 139 bilhões para 2017, anunciado pela equipe econômica na semana passada. O substitutivo também considera o mecanismo que limita o crescimento dos gastos à inflação.

Agência Brasil

Nova linha de ônibus passa a operar na Zona Sul de Natal

oni1Uma nova linha de ônibus passa a operar no conjunto San Vale, na Zona Sul de Natal, nesta segunda-feira (11). A linha 700 sairá do terminal, na Avenida Saint Exupery, com destino ao bairro de Lagoa Nova, também na Zona Sul.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), a linha vai operar de segunda a sexta-feira, das 05h30 às 20h30. Ao todo, 14 viagens serão feitas diariamente pela linha.

Confira como será o itinerário da linha 700:

Ida: Avenida Saint Exupery (Terminal)/ Avenida Omar O’Grady (Prolongamento da Prudente)/ Avenida Governador Tarcísio de Vasconcelos Maia (Avenida da Integração)/ Rua Jaguarari/ Avenida Antônio Basílio/ Avenida Salgado Filho.

Volta: Avenida Salgado Filho/ Avenida Lima e Silva/ Rua Morais Navarro/ Rua Jaguarari/ Avenida Tarcísio de Vasconcelos Maia (Avenida da Integração)/ Avenida Omar O’Grady (Prolongamento da Prudente)/ Avenida Saint Exupery (Terminal).

Temer assegura reajuste para servidores civis e militares

Michel-Temer-Carta-Aberta-Dilma-Rousseff O presidente Michel Temer praticamente assegurou o reajuste de vencimentos aos funcionários civis e militares, ao dizer que governar não existe só para fazer restrições e impedir gastos.

“Imaginem – frisou – se eu não cumprisse os acordos feitos pelo governo anterior para o aumento do funcionalismo. Os servidores do Judiciário, entrariam em greve, os do Ministério Público também, além dos servidores civis que fariam movimentos nas ruas”.

E acentuou que seria um desastre, até porque eles diriam legitimamente que havia um acordo com o governo, portanto com o governo do Brasil, não importando, no caso se o acordo fosse feito com o governo passado ou com o atual.

Estrada de Pipa e acesso sul ao aeroporto de Natal terão pedágios

pipa
De acordo com o general Jorge Fraxe, nova estrada para a praia da Pipa é uma das que cobrará pedágio (Foto: Canindé Soares)

O Rio Grande do Norte vai ter duas estradas com pedágios. É o que afirma o general Jorge Fraxe, diretor do Departamento de Estradas e Rodagens (DER). De acordo com Fraxe, o acesso sul ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, e uma nova estrada para a praia de Pipa, no litoral Sul do estado, serão os primeiros pontos de estradas com pedágios no Estado.

De acordo com o diretor, a falta de recursos para a conclusão das obras motivou a escolha do Estado pela concessão dos pedágios. “Já está difícil para o Estado pagar a folha, imagine para construir estradas. É melhor uma boa estrada com o pedágio do que uma estrada cheia de buracos”, disse Fraxe.

Ainda de acordo com Fraxe, o modelo, que é adotado em diversos estados do país, visa garantir a qualidade da estrada aos motoristas. “Não é só o pedágio, essas estradas têm toda uma cobertura de câmeras, guincho, segurança. É uma estrutura diferenciada”, declarou.

A instalação dos pedágios não tem data definida para acontecer. O projeto ainda vai passar por audiência pública e, caso seja aceito, segue para o processo de licitação das empresas que ficarão responsáveis pelos pedágios.

“O pedágio é uma forma de garantir um serviço de qualidade. Quem quiser continuar a usar os outros acessos, desviando de buraco, pode continuar usando”, concluiu Jorge Fraxe.

Débitos do governo e prefeituras vão ser tema de audiência pública na Assembleia

unnamed (4)

 Está confirmada para a próxima quarta-feira, (13) na Assembleia Legislativa a realização da audiência pública sobre os débitos do governo do Estado e prefeituras de Natal e Mossoró com as empresas prestadoras de serviços terceirizados. A iniciativa, de autoria do deputado Tomba Farias (PSB), começará às 14h30, no auditório Cortez Pereira. O débito do poder público com as terceirizadas já é da ordem de R$ 50 milhões, valores que se acumulam desde o segundo semestre de 2015.
“Essa situação envolve o emprego de cerca de dez mil trabalhadores de empresas de terceirização de mão de obra do nosso Estado. Não podemos ficar inertes diante do risco iminente desses pais de família perderem seus postos de trabalho”, enfatiza o deputado Tomba.
Para o parlamentar, a audiência pública será uma oportunidade ímpar para que se passe o assunto a limpo e se busque soluções conciliatórias entre representantes de governos e instituições públicas, do empresariado e dos sindicatos laborais.
Além do presidente do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços Terceirizados, empresário Edmilson Pereira de Assis, representantes de instituições como o Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Contas do Estado e OAB foram convidados para participar da audiência. No âmbito do governo do Estado, é esperada a presença dos secretários Gustavo Nogueira (Planejamento), Eulália Albuquerque Alves (Saúde), Cláudia Santa Rosa (Educação) e Gabinete Civil (Tatiana Mendes).
Também foram convidadas para o evento as secretárias do município de Natal, Justina Iva (Educação), Virginia Ferreira (Planejamento), além do chefe da Casa Civil da Prefeitura do Natal, Jonny Costa.

Assessoria

Prefeito Jaime Calado é o mais novo cidadão norte-rio-grandense

unnamed (3)

Honraria também foi concedida pela ALRN ao superintendente do Aeroporto Internacional, Ibernon Martins Gomes, iniciativa do deputado George Soares

O prefeito do município de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado e o superintendente geral do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, Ibernon Martins Gomes, são os mais novos cidadãos norte-rio-grandenses. A honraria foi concedida pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte em solenidade realizada na manhã desta segunda-feira (11), numa iniciativa do deputado George Soares (PR).

“O Título de Cidadão é comparado a uma adoção oficial. A partir de hoje Jaime e Ibernon passam a ser nossos irmãos de território, nossos conterrâneos, em retribuição aos relevantes serviços prestados ao povo do Rio Grande do Norte. Com currículos recheados de realizações e com suas vidas já fazendo parte da história Potiguar, ambos fazem jus às homenagens que o nosso mandato, com zelo e responsabilidade, aprovou”, afirmou o parlamentar.

O deputado George Soares agradeceu aos demais parlamentares pelo apoio à sua proposição. “Graças aos colegas estamos fazendo justiça a esses dois senhores, cidadãos de caráter ilibado e incansáveis, que nasceram em outras unidades da federação e escolheram o nosso Estado como sua terra, dando as suas parcelas de colaboração para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, afirmou.

Natural de Cuiabá, Ibernon Martins Gomes chegou ao RN em 1998 e foi um dos responsáveis pela implantação do Complexo Aeroportuário da Grande Natal. O    prefeito Jaime Calado, médico sanitarista com o exercício de vários cargos importantes no Ministério da Saúde, é natural de Campina Grande e chegou ao RN ainda criança, quando sua família se transferiu para o Alto Oeste potiguar.

“Muito nos honra a concessão desse título. Ibernon é um cidadão de experiência apurada pelas diversas funções que assumiu na iniciativa privada em vários estados. Em território norte-rio-grandense, promoveu importantes trabalhos, como a implantação do Complexo Aeroportuário da Grande Natal. Estando à frente da superintendência do Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves tem desempenhado um trabalho de excelência”, afirmou o deputado.

George Soares destacou a escolha do prefeito Jaime Calado como um dos 100 melhores gestores do país em 2011. “Como político, Jaime tem desenvolvido um importante trabalho para melhorar a qualidade de vida da população de São Gonçalo e consequentemente do povo Potiguar. É um cidadão digno dessa honraria”, afirmou.

Os homenageados agradeceram a honraria. Para Jaime Calado, a data ficará indelével em as memória. “Muito obrigado ao deputado George Soares e a todos vocês que aprovaram essa proposição. Esse é um momento importante na minha vida. Na política a gente perde familiares, amigos, aliados políticos e só em grandes momentos isso é recompensado, como em momentos como esse”, disse.

Ibernon lembrou do apoio recebido no RN para a construção do aeroporto. Agradeceu também à Inframérica, “pilar” para o aeroporto e afirmou que os investimentos continuam “em nenhum momento a Inframérica vai abrir mão do aeroporto”, disse. O homenageado fez outros agradecimentos:  “Ao Rio Grande do Norte, que há 18 anos me acolheu e à minha família com muito carinho e muito amor, onde já me sentir um potiguar”, afirmou. O superintendente mencionou ainda o apoio do prefeito Jaime Calado: “Jaime não é apenas o prefeito de São Gonçalo do Amarante, é um aliado do aeroporto Aluizio Alves”.

Também participaram da solenidade os deputados Hermano Morais (PMDB), Márcia Maia (PSDB) e Fernando Mineiro (PT), além da deputada federal Zenaide Maia (PR), da vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria (PTdoB) e representando a Câmara Municipal de Natal, o vereador Fernando Lucena (PT).

Assessoria