Rádio Nordeste está devidamente em dia com sua autorga

010820131309515bc478a591ea181f54d8eafade5d7eb8

Documento da Anatel está mostrando que a Rádio Nordeste Evangélica está totalmente atualizada. Com a transferência da Razão Social para Fundação Eurico Bergsten. O Último licenciamento foi concedido no dia 22 de abril de 2016, 09h41min52seg.

Agora os colaboradores podem ficar tranquilos que está tudo em dia, e com certeza a garantia da transferência de AM para a FM.

Não custava nada mostrar a comunidade da igreja que as coisas estão acertadas e pagas.

rádio_nordeste_

Em recuperação, Claudia Rodrigues mantém rotina de exercícios seis meses após transplante

claudia-rodrigues5

Um pouco mais de seis meses depois do transplante de células-tronco, Claudia Rodrigues está em recuperação, seguindo o lema que a acompanha desde que resolveu buscar a cura para sua esclerose múltipla: paciência. Com a ajuda de um andador, tendo seus batimentos cardíacos monitorados, a atriz tem caminhado quase que diariamente alguns quilômetros da orla do Leblon, na Zona Sul do Rio. Na manhã de quarta-feira, não foi diferente.

A máscara, ela também vem abandonando aos poucos, depois de tomar várias doses de vacina no mês passado para voltar a ter imunidade. Quem está sempre ao seu lado, inclusive na rotina de exercícios, é Adriane Bonato, sua empresária e fiel escudeira nessa batalha pela vida.

Em entrevista ao EXTRA, em maio, Claudia Rodrigues, de 43 anos, falou de sua recuperação: “Hoje me sinto ótima, menos cansada. Acordo cedo todos os dias e caminho quatro quilômetros no calçadão. Agora já faço em 45 minutos o mesmo percurso que eu fazia em quase duas horas. Daqui a pouco, vou estar correndo”. Em dezembro, ela planeja voltar ao trabalho: “Minha filha está fazendo teatro e vai trabalhar comigo. Ela será filha de uma personagem minha. Estou cheia de planos”.

2013-634331988-2013-633000133-2013072945917_20130729_20130803

Cristiane Dantas defende prevenção ao câncer de cabeça e pescoço

unnamed

O Julho Verde, mês de conscientização sobre o câncer de cabeça e pescoço, foi o tema do pronunciamento da deputada Cristiane Dantas (PCdoB) na sessão plenária desta quarta-feira (6) na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. A parlamentar contou que teve câncer na tireóide e obteve cura em razão do diagnóstico precoce.

“O diagnóstico precoce é a chave para a cura deste tipo de doença, que segundo o Instituto Nacional de Câncer, é o segundo tipo mais frequente entre os homens, acometendo 18 mil homens por ano no país. Entre as mulheres, tumores malignos na tireóide são os campeões com relação a este tipo de câncer, ficando em quinto lugar no ranking geral do INCA”, alerta a deputada, que durante o pronunciamento estava vestida com a camiseta verde da campanha.

Ainda segundo dados apresentados por Cristiane Dantas, o hábito de beber e fumar aumenta em vinte vezes as chances de um cidadão saudável desenvolver câncer de cabeça e pescoço. A prevenção e o diagnóstico precoce são responsáveis por 90% dos casos de cura do câncer na laringe e faringe.

A campanha de prevenção é promovida pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço e tem o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos, fatores causadores e tratamento da doença. “No próximo sábado, dia 9, haverá uma programação no Parque das Dunas com palestras e no dia 27 será o Dia D, quando terá uma programação extensa envolvendo a população”, informa a parlamentar.

Assessoria

MPF quer que José Agripino devolva R$ 1 milhão por renda acima de teto

agripino_ministro

O Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) quer que o senador José Agripino Maia (DEM) devolva R$ 1.036.141,88 aos cofres públicos. O valor é referente aos ganhos do senador acima do teto constitucional nos últimos cinco anos. O MPF ingressou com uma ação cobrando que a União inclua os R$ 30.471,11 recebidos mensalmente pelo senador a título de “pensão especial de ex-governador” na base de cálculo de seu teto salarial.

Agripino recebe mensalmente R$ 30.471,11 a título de pensão especial de ex-governador e ainda R$ R$ 33.763 de subsídio pelo cargo no Senado. As duas fontes totalizam R$ 64.234,11, valor 90,2% acima do limite constitucional, que atualmente é de R$ 33.763.

O teto salarial está previsto na Constituição Federal e foi regulamentado em 4 de junho de 1998 pelo Congresso Nacional. A partir daquela data, as remunerações dos servidores públicos, inclusive quando provenientes de mais de uma fonte, não poderiam ultrapassar o subsídio mensal dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que hoje é de R$ 33.763, o mesmo valor do atual subsídio dos senadores.

Em nota, o senador José Agripino disse que o teto constitucional de vencimentos para os agentes públicos não pode ser confundido com pagamentos ilícitos e inconstitucionais. A nota diz ainda que o teto do funcionalismo público foi introduzido na constituição, mas não é considerado como autoaplicável. Para disciplinar isso, tramita no congresso um projeto de lei. O senador diz que se a lei que define os tetos for aprovada, ele será o primeiro a cumpri-la.

De acordo com o MPF, os vencimentos de José Agripino, somando o subsídio e a “pensão especial”, ultrapassam o teto e desrespeitam a Constituição. O senador recebe a “pensão especial” vitalícia de ex-governador desde 1986 quando deixou o governo, após seu primeiro mandato. Os vencimentos equivalem aos dos chefes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário estadual da ativa e o pagamento só foi interrompido entre março de 1991 e março de 1994, quando ele voltou a ocupar o cargo de governador do Rio Grande do Norte.

Em pedido liminar, o MPF requer que seja facultado ao senador, dentro de 48h, o direito de escolher sobre qual das fontes de renda será descontado o valor irregularmente recebido. Caso ele não faça a opção, o Senado deverá descontar do subsídio o valor que ultrapassa o teto e repassar apenas a diferença que resta para o alcance do limite constitucional – R$ 3.291,89 –, enquanto a “pensão especial” continuar sendo paga a José Agripino. Isso sem considerar os demais descontos legais.

Assembleia Cidadã atende alunos de escolas públicas do RN

unnamed (8)

Crianças e adolescentes participaram esta semana do novo formato do projeto “Assembleia Cidadã” que irá desenvolver atividades nas escolas do Rio Grande do Norte. O trabalho socioeducativo promoveu atividades na Escola Estadual Castro Alves, em Natal.

“Nosso esforço na Assembleia é garantir cada vez mais benefícios à população, proporcionando lazer e qualidade de vida. O projeto Assembleia Cidadã – que já atendeu milhares de pessoas no Rio Grande do Norte – se consolida como mais uma forma do Poder Legislativo estar mais próximo da população”, avalia o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

A programação do projeto contempla no próximo dia 12 de julho alunos da Escola Estadual Presidente Roosevelt, em Parnamirim. Dia 13 de julho, será o dia da Escola Municipal Clóris Trigueiro Peixoto, em São José de Mipibu, receber as atividades.

A coordenação do projeto explica que as ações de educação e desporto nas escolas são denominadas de ‘Lazerania’ e contemplam atividades de badminton, karatê, circuitos e jogos. As ações de ‘Saúde e Lazer’ englobam atividades como triagem nutricional, palestras e saúde bucal. Nas próximas edições também serão promovidas atividades de intervenção psicológica e social, subprojeto denominado “Semear”, com início previsto para o mês de agosto.

“A primeira etapa do projeto foi desenvolvida em junho e contou com palestras sobre saúde vocal para os professores da Escola Castro Alves. Nesta segunda etapa, que teve início no último dia 4 de julho, as atividades são direcionadas aos alunos do ensino médio ao fundamental II, com atividades recreativas educacionais e de saúde”, afirma Magaly Cristina, coordenadora do projeto. A Assembleia Cidadã voltará às escolas nos dias 25, 26 e 27 de julho

Assembleia Cidadã

Promover ações de valorização à saúde, educação e qualidade de vida tem sido a marca da Assembleia Cidadã ao longo dos anos. Em 2015, graças ao esforço e comprometimento dos servidores que atuam no programa, mais de 425 mil pessoas de Natal e interior foram atendidas nas edições realizadas ao longo do ano, voltadas sempre ao bem estar da população. Das crianças aos idosos, todos foram contemplados.

Assessoria

Empresas que reformaram Maracanã devem ter contas bloqueadas

size_810_16_9_vista_area_junho_2012

Exame – Rio – O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) determinou, na sessão desta terça-feira, 5, que a Secretaria Estadual de Fazenda retenha créditos no valor de R$ 198,5 milhões que as construtoras Norberto Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta tenham com o governo do Estado.

O valor corresponde aos prejuízos causados ao poder público por irregularidades descobertas durante auditoria realizada pelo TCE-RJ nas obras de reforma do complexo do Maracanã para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014.

No prazo de 30 dias, as empresas deverão devolver o dinheiro ou apresentar suas defesas. As medidas adotadas pelo TCE-RJ seguiram o voto do conselheiro-relator José Gomes Graciosa.

“O montante será retido para suprir este eventual dano que foi quantificado. Todos serão notificados para responder às questões levantadas pelo Tribunal. Mas decidiu-se, cautelarmente, que o governo não repasse a estas empresas do Consórcio Maracanã o valor de R$ 198 milhões referente a outras obras que eventualmente eles possam estar realizando para o governo”, afirmou o presidente do TCE-RJ, Jonas Lopes de Carvalho Junior.

A decisão também determina que os secretários estaduais de Fazenda e Obras informem ao TCE-RJ os compromissos financeiros assumidos pelo Estado do Rio com as Olimpíadas e Paralimpíadas e se houve alguma obra no complexo do Maracanã posterior à Copa do Mundo.

Também deverão informar se houve gastos públicos com obras de engenharia no Estádio Olímpico (Engenhão), no sambódromo ou em qualquer outra estrutura destinada aos eventos esportivos.

Em seu voto, Graciosa destacou que não houve revisão de preços após as desonerações fiscais oferecidas pelo governo federal às empresas responsáveis pelas obras do Complexo Maracanã.

O relator estima que isso tenha gerado ganho de R$ 95 milhões às construtoras. O TCE-RJ notificou o ex-secretário estadual de Obras Hudson Braga para que apresente explicações. Ele também terá que justificar um reajuste de R$ 29 milhões no contrato, quando o próprio consórcio estipulava esse reajuste em R$ 22 milhões.

“O relator trouxe ao plenário a informação de que isenções de leis federais ou outras legislações podem não ter sido observadas pelo governo do Estado. Estamos notificando para que haja explicação. Ainda não há uma decisão definitiva quanto a isso, mas nosso corpo instrutivo apontou a possibilidade da não diminuição dos valores após a aprovação de benefícios fiscais. É uma suspeita e temos que averiguar”, afirmou o presidente do TCE-RJ.

O relatório ainda critica a classificação das obras do Maracanã como reforma. Para ele, foi construído um novo estádio. “Em face do que efetivamente constatou-se no Maracanã, com a demolição quase completa da edificação anterior para erguer-se um novo estádio, enquadrar o objeto da licitação como reforma conferiu maior elasticidade às alterações contratuais”, diz o conselheiro em seu voto, que consolidou 26 processos sobre o contrato entre o Consórcio Maracanã e o Estado, que teve 16 alterações e foi reajustado quatro vezes.

Graciosa diz que houve “megalomania estatal” e “falta de planejamento” e que o Estado “se curvou diante das exigências da Fifa (entidade mundial organizadora da Copa)”. “Melhor seria se o Estado do Rio de Janeiro tivesse gasto R$ 1,2 bilhões na saúde e educação”, escreveu.

Outro lado

A construtora Delta informou que “a decisão do TCE-RJ não atinge a empresa porque ela não tem mais nenhum contrato em vigor, ou seja, não existem créditos da Delta a serem bloqueados”.

A construtora ressaltou que já não integrava o consórcio quando a reforma do estádio foi concluída, já que saiu do grupo em abril de 2012. A Andrade Gutierrez e a Odebrecht informaram que não vão se manifestar a respeito.

PF cumpre mandados da Lava Jato relacionados à Eletronuclear

size_810_16_9_obras-angra-3-usina-nova (1)

A Polícia Federal (PF) abriu nova operação nesta quarta-feira, 6. A ação cumpre dez mandados de prisão no Rio e em Porto Alegre. Um dos alvos é o ex-presidente da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, que está em prisão domiciliar.

O almirante já é réu em processo na 7ª Vara Federal Criminal, no Rio. Othon Pinheiro é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, acusado de receber ao menos R$ 4,5 milhões em propinas para facilitar a contratação dos consórcios responsáveis pelas obras da usina de Angra 3.

O caso do almirante e de outros 13 acusados de participar do esquema de desvios nas obras da usina de Angra 3, estava sob responsabilidade do juiz Sérgio Moro, que cuida das ações da Lava Jato na Justiça Federal no Paraná.

Por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), contudo, o caso da Radioatividade foi deslocado para a Justiça Federal no Rio.

*Estadão

Em ano eleitoral, TCE/RN rejeita prestação de contas de 1.364 gestores

tce_-_materiaO Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte (TCE/RN) divulgou nesta quarta-feira (5) a lista dos gestores com contas reprovadas nos últimos oito anos. O documento intitulado ‘relação ficha limpa’ lista o nome dos responsáveis por contas de governo que tiveram suas contas de gestão rejeitadas por irregularidade insanável em decisões das quais não cabe mais recurso. Ao todo, 1.364 gestores foram citados pela lista (CONFIRA AQUI).

De acordo com o TCE, a lista tem caráter apenas informativo, cabendo a Justiça Eleitoral decidir se os citados podem ou não se candidatar durante as eleições. Foram listados pelo órgão os gestores públicos que tiveram as contas reprovadas a partir de 05 de julho de 2008.

Dentre os nomes citados na lista estão o atual prefeito de Caicó, Roberto Germano (PMDB), o vereador em Natal Paulinho Freire (SD), o ex-deputado estadual Wober Júnior e do ex-deputado federal Laíre Rosado Filho.

Segundo o presidente da Corte de Contas do TCE, Carlos Thompson Fernandes, um ofício foi enviado para a presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Maria Zeneide Bezerra, e para o procurador do Ministério Público Eleitoral, Kléber Martins de Araújo, informando da disponibilidade das listas na página eletrônica do tribunal.

“O TCE tem a obrigação legal de enviar à Justiça Eleitoral e ao Ministério Público Eleitoral uma lista na qual contenha os nomes de pessoas que tiveram suas contas rejeitadas por irregularidade insanável em razão do exercício de cargos ou funções públicas. Essa lista, cumpre esclarecer, não significa a inelegibilidade automática”, aponta Thompson.

Quadrilha explode caixa eletrônico em Ipanguaçu/RN

caixa2

Um grupo fortemente armado explodiu o caixa eletrônico do Banco do Brasil na madrugada desta quarta-feira (6), na cidade de Ipanguaçu, no interior do RN. De acordo com a polícia, seis homens participaram da ação.

O prédio onde funciona o Banco do Brasil ficou parcialmente destruído com a explosão. A polícia não encontrou cédulas no local, por isso acredita que a quadrilha não conseguiu roubar o dinheiro. Os criminosos fugiram em um Honda Civic e uma Pajero. A polícia fez buscas pela região, mas ninguém foi preso.

Nélter Queiroz explica dados divulgados sobre reajustes em Jucurutu

unnamed (6)

O deputado estadual Nélter Queiroz (PMDB) utilizou o plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte na sessão ordinária desta terça-feira (6) para explicar os reajustes salariais concedidos para prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários dos municípios de Jucurutu, na região do Seridó. De acordo com ele, os dados apresentados em reportagem da Intertv Cabugi estão equivocados.

No pronunciamento, o deputado rebateu dados divulgados pela emissora de televisão InterTv Cabugi, filiada da Globo no Rio Grande do Norte, que fez uma reportagem mostrando que o aumento teria sido de 77% nos salários dos vereadores. “Isso não é verdade. Os vereadores de Jucurutu recebem como salário R$ 3.500,00 e como verba indenizatória R$ 2.500,00, somando R$ 6 mil. O Tribunal de Contas do Estado recomendou que a verba indenizatória fosse extinta e que fosse compensada no salário. Então, os vereadores aprovaram o valor de R$ 6.200,00”, explica.

Para o parlamentar, houve maldade na reportagem e solicitou que seja feita uma retratação por parte da emissora. “A população de Jucurutu não merece isso. A matéria foi maldosa e não ouviu o outro lado”, disse ele, que ainda citou dados positivos em relação à gestão pública da cidade. Segundo ele, o município está em 2º lugar no quesito transparência, no ranking do Tribunal de Contas da União e ainda é um dos 11 municípios potiguares adimplentes, dando condições para atrair recursos do Governo Federal.

Nélter Queiroz ainda relatou que atendendo ao pedido do Tribunal de Constas do Estado, a Prefeitura de Jucurutu enviou ofício para os bancos do Brasil e Caixa Econômica Federal disponibilizando o acesso aos dados e movimentações bancária ao órgão fiscalizador.

O deputou sugeriu que a Intertv Cabugi faça uma reportagem sobre os auxílios de moradia e alimentação concedidos para órgãos do Poder Judiciário, Tribunal de Contas e Ministério Público. Ele afirmou que irá solicitar o detalhamento da verba publicitária da emissora potiguar junto ao Governo do Estado.

Assessoria

Adolescente internada no Hospital Municipal de Natal precisa de sangue

IMG-20160702-WA0027

A adolescente de 16 anos, Lorena Pereira China está internada no Hospital Municipal de Natal, e necessita neste momento de doação de sangue e fraldas descartáveis (tamanho G). Lorena está com um quadro de Diabetes Tipo 1 e com suas funções renais comprometidas. A adolescente está sedada e passando por hemodiálise. Lorena Pereira é atleta de futsal e estuda na Escola “O Mestre”, no Parque dos Coqueiros. A estudante também foi aluna da Escola Municipal Professora Terezinha Paulino.

A doação de sangue de qualquer tipo pode ser feita no Hemonorte da Avenida Alexandrino de Alencar, em nome de Lorena Pereira China. Quem desejar ajudar com fraldas descartáveis também pode entrar em contato com as senhoras Karol China e Ivanoska China, respectivamente mãe e tia da adolescente. Uma atleta de futsal que pode no futuro possibilitar grandes alegrias para o esporte natalense precisa neste momento da sua ajuda.

Contato: (84) 98809-9801 / 98838-1048

De Heitor Gregório

Kelps Lima disse que vai continuar fiscalizando as estatísticas do Estado

unnamed (5)

As estatísticas da violência no Rio Grande do Norte entraram na pauta de pronunciamento do deputado Kelps Lima (Solidariedade), durante sessão ordinária desta terça-feira (5), na Assembleia Legislativa. O parlamentar destacou o aumento de 24% nos assassinatos que acontecem no Estado e cobrou medidas do Governo para conter a insegurança e, na ocasião, lamentou a demissão do especialista em segurança e responsável pelas estatísticas do Estado, Ivênio Hermes.

“Vamos continuar fiscalizando de perto as estatísticas de violência do Estado. Eu espero que a demissão do especialista e profissionais capacitados não seja a medida adotada pelo governador para diminuir os números da insegurança no Rio Grande do Norte. Com Ivênio os números são verdadeiros e espero que continue assim”, disse Kelps.

O deputado ressaltou que Fortaleza e Natal são as cidades mais violentas do Brasil e chamou a atenção para as fugas no sistema penitenciário dizendo que o Governo prometeu 1,2 mil vagas e já foram contabilizadas 500 fugas. “O povo não sabia que as novas vagas seriam através de fugas e sim por meio de uma gestão de qualidade”.

Ao final do pronunciamento, Kelps Lima falou que o caminho para combater a insegurança e a violência é investir em políticas públicas, escolas e Saúde funcionando, além de ruas iluminadas.

Assessoria

Márcia Maia pede apoio dos deputados para implantação de UTIs infantis no Estado

unnamed (4)

Em pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (5), a deputada Márcia Maia (PSDB) fez um apelo aos demais deputados estaduais para que direcionem emendas parlamentares para a implantação de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) pediátricas e neonatais no Rio Grande do Norte. A parlamentar pede aos colegas que autorizem o remanejamento das emendas do Orçamento do Estado.

“Faço um apelo coletivo aos deputados que possam colaborar com essa causa, autorizando o Governo do Estado a remanejar emendas do Orçamento, ainda de 2016, para a implantação de UTIs pediátricas e neonatais. Precisamos de solução imediata para essa situação, buscando minimizar o sofrimento de tantas mães e crianças do nosso RN.

De acordo com o diagnóstico do Projeto Criança Viva, apresentado em audiência pública proposta por Márcia Maia na semana passada, o valor para implantação de uma UTI infantil é de R$ 150 mil, com manutenção estimada em R$ 60 mil. Cada unidade pode salvar 40 crianças ao ano e o déficit atual é de 300 leitos nas redes pública e privada do Estado.

“Nesse diagnóstico foram apontadas as ações que o Governo pode implementar para reverter esse quadro, como por exemplo os hospitais que têm condições de ampliar os seus leitos de UTIs infantis sem precisar ampliar o corpo de profissionais”, disse Márcia.

A parlamentar destacou ainda que o deputado Raimundo Fernandes (PSDB) declarou apoio à causa nesta terça-feira, além dos parlamentares que já haviam autorizado o remanejamento das emendas anteriormente. “Recebi há pouco a confirmação do deputado Raimundo. Já contamos também com a sensibilização dos deputados Álvaro Dias (PMDB), Fernando Mineiro (PT), Hermano Morais (PMDB) e Cristiane Dantas (PCdoB)”, declarou.

Segundo Márcia Maia, o valor direcionado pelos deputados até o momento é de aproximadamente R$ 2 milhões, mas a deputada acredita que é possível ampliar esse valor. “Espero que até amanhã tenhamos um número ainda maior de deputados envolvidos. Tenho esperanças de alcançarmos os R$ 3 milhões”, concluiu.

Ao final do pronunciamento, o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) também declarou apoio à causa e se prontificou em autorizar o remanejamento de recursos das emendas parlamentares a que tem direito para a implantação das UTIs infantis.

Assessoria

Luiza Brunet: “Não sou de ficar na cama, sofrendo”

luiza_1

Na semana em que Luiza Brunet afirma ter sido agredida pelo ex-companheiro,QUEM faz ensaio e entrevista exclusivos com a ex-modelo, no ar em Velho Chico: “Minha vida segue, não vou ficar em casa me lamentando, sofrendo”.

Aos 54 anos, Luiza veio a público contar que teria sido agredida pelo ex-companheiro, Lirio Parisotto, de 62. Na entrevista, ela é enfática: “Foi um relação de cinco anos que acabou. Acabou”.

A atriz e ex-modelo, que permanece um ícone de beleza, exalta a relação com os filhos e destaca o desafio de voltar às novelas, após 19 anos, em Velho Chico.

E mesmo com o ocorrido, Luiza diz ainda acreditar no casamento, ponderando: “Temos que saber avaliar nossas relações, para entender se elas nos fazem bem ou não e para saber a hora de parar ou continuar.”

Presidente Ezequiel Ferreira possibilita veiculação do TV Fisco na TV Assembleia

unnamed (3)

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, recebeu em visita oficial a direção do Sindicato dos Auditores Fiscais do RN (SINDIFERN), que pleiteou a realização de um convênio de cooperação para a inclusão da TV Fisco na grade de programação da TV Assembleia.

“Esta é uma parceria que visa informar ainda mais a população do Rio Grande do Norte pela TV Assembleia. É um programa que vai falar e vai trazer para o telespectador novas informações sobre os direitos e deveres da população na área tributárias e do fisco. Estimular a comunidade a pedir nota fiscal e conscientizar a todos que o imposto pago no dia-a-dia é repassado para o Poder Executivo que devolve em prestação de serviço”, destacou Ezequiel Ferreira que recebeu a entidade sindical ao lado do diretor da TV Assembleia, Bruno Giovanni.

Representando o SINDIFERN estiveram presentes na audiência o vice-presidente, José Kelser Bezerra da Costa, o diretor de comunicações e sócio-cultural, Edilson de Oliveira Bezerra Junior e o diretor de Relações Parlamentares, Milson Costa da Silva.

O deputado Albert Dickson (PROS) destacou que a TV Assembleia tem penetração em todo o Estado, chegando nas mais diversas regiões e, por estas características, possibilita o ampliação da divulgação do conteúdo de educação fiscal produzido pelo Sindicato dos Auditores Fiscais. “Mais que explicar a carga tributária o programa informa que é a aplicação do imposto que gera mais educação, saúde, segurança e infraestrutura”, disse Albert Dickson, que é médico e auditor fiscal.

“O convênio que será formulado trata tão somente de permuta de interesses, sem contrapartida pecuniária, mediante cessão de material audiovisual entre as partes”, explica o diretor da TV Assembleia, Bruno Giovanni.

Assessoria