Pai é condenado a três anos de prisão após vender bebê para comprar iPhone

ter-ipones

Um morador, de 19 anos, da cidade de Tong’an, China, foi sentenciado a três anos de prisão após vender a própria filha, de apenas 18 dias, para comprar um iPhone e uma motocicleta. O rapaz recebeu a quantia de 23 mil yuans, o que equivale a pouco mais de R$ 40,4 mil, segundo o jornal Xiamen Daily.

Ainda de acordo com a publicação, o pai da criança procurou uma maneira de vender o bebê em um serviço de chat da China, o QQ. O comprador disse ao jornal que iria entregar a menina para a irmã dele. À época do crime, que ocorreu no ano passado, o bebê foi entregue para os avós maternos, pois a mãe era menor de idade.