Pobreza no Brasil: renda por pessoa em 13 estados é menor do que um salário mínimo

Desempregado há dez meses, Cláudio Santos de Jesus caminha com a família em Terra Nova (BA)
Foto: Fernando Vivas/ Folhapress

Moradores dos lares de metade dos estados brasileiros tinham ganhos mensais inferiores a um salário mínimo (R$ 937, valores de 2017) no ano passado. Essa desvantagem econômica está concentrada em 13 estados do Norte e Nordeste, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo IBGE.

Entre as dez unidades da federação com renda domiciliar per capita (por pessoa) mais alta, esses valores variaram entre R$ 1.224, em Minas Gerais, e R$ 2.548, no Distrito Federal, enquanto os integrantes das famílias do Maranhão têm o pior rendimento, R$ 597.

Para especialistas, essa desigualdade é explicada por fatores como a estrutura do mercado de trabalho e a taxa de desemprego de cada região (mais altas no Norte e Nordeste), o nível educacional da população e o tamanho das famílias. Segundo o IBGE, a média do Brasil é de de R$ 1.268 mensais.

 

Fonte: https://extra.globo.com/noticias/economia/renda-por-pessoa-em-13-estados-menor-do-que-um-salario-minimo-22444778.html