Polícia Civil conclui investigação e indicia irmã, cunhado e outros 4 por morte de comerciante em Natal

DHPP Natal, Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa — Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi
DHPP Natal, Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa — Foto: Kléber Teixeira/Inter TV Cabugi

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil concluiu, nesta terça-feira (14), o inquérito policial sobre o homicídio da comerciante Pollyana Nataluska Costa de Medeiros, 22 anos, que aconteceu no dia 18 de maio, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, na Zona Norte de Natal.

A investigação resultou no indiciamento de seis pessoas pelos crimes de homicídio qualificado e associação criminosa. Entre os apontados pela polícia como mandantes do crime, estão a irmã e o cunhado da vítima.

O inquérito policial foi concluído após a deflagração de duas fases da Operação “Off Road”, que teve como objetivo o cumprimento de mandados de prisão em desfavor dos envolvidos.

Na primeira fase, foram detidos três homens apontados como o autor dos disparos, o piloto da moto usada no crime e dono da moto. Já na segunda fase, os cumprimentos de mandados foram em desfavor dos possíveis mandantes do crime: a irmã da vítima, um cunhado e um policial militar.

Em agosto, a Polícia Civil afirmou que a possível motivação do crime seria a disputa por uma herança de R$ 2 milhões.

O crime

A comerciante de 22 anos foi morta com um tiro, dentro da loja de parafusos dela, no dia 18 de maio. O comércio funcionava na Avenida Boa Sorte, no bairro Nossa Senhora da Apresentação.

Crime aconteceu dentro de loja de parafusos na avenida Boa Sorte, em Nossa Senhora da Apresentação.  — Foto: Carlos Dhaniel/Inter TV Cabugi
Crime aconteceu dentro de loja de parafusos na avenida Boa Sorte, em Nossa Senhora da Apresentação. — Foto: Carlos Dhaniel/Inter TV Cabugi

Testemunhas disseram aos policiais que dois criminosos chegaram em uma moto, por volta das 10h30, mandaram os funcionários saírem, levaram a vítima até os fundos do estabelecimento e a assassinaram com um tiro na nuca.

G1RN

Leave a Comment