RJ: FILHOS DE FLORDELIS COBRAM JUSTIÇA PELA MORTE DO PAI

Reprodução
Foto: da Internet
Três filhos da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) foram às ruas na manhã deste domingo (21/07/2019), no Rio de Janeiro, para cobrar justiça pela morte do pai, o pastor Anderson do Carmo Souza. Mãe do líder evangélico, Maria Edna Virgínia do Carmo, 64 anos, criticou a nora e disse que ela não entrou em contato desde o crime.
“Nunca falou comigo, nunca me procurou, nunca me telefonou. E também nem quero que ela me procure”, afirmou, em entrevista reproduzida pelo jornal carioca O Dia. Maria Edna também quer que o caso seja solucionado o mais depressa possível. “Estou muito triste e chocada. Só quero justiça. Muita justiça. Estou sofrendo muito, estou muito angustiada. Esse crime abalou todo o país. Estamos aqui para lutar até o final”, disse.
Filho biológico de Flordelis e Anderson, Daniel dos Santos de Souza, 21, evitou falar sobre a mãe e disse que o pai “não merecia isso”. “Sem palavras. Não sei. Não sei nem porque fizeram isso”, lamentou.
Prisões
A pedido da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), a Justiça do Rio de Janeiro prorrogou por 30 dias, na quinta-feira (18/07), a prisão temporária de Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos de Souza, filhos do casal suspeitos de participação na morte do pastor.
O Ministério Público estadual do RJ se posicionou favoravelmente à manutenção da prisão dos dois suspeitos.
O crime
O pastor Anderson do Carmo foi assassinado em 16 de junho, dentro da casa da família, em Pendotiba, Niterói. Flávio, filho biológico apenas de Flordelis, confessou o crime. Policiais encontraram no quarto dele a pistola usada no crime. Um exame de confronto balístico feito pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli confirmou que a arma foi usada para executar Anderson.