Secretário de saúde do RN que disse que em 30 dias morreriam mais de 11 mil pessoas, muda o tom e volta a procurar destaque

Cipriano Maia  — Foto: Inter TV Cabugi
Cipriano Maia — Foto: Inter TV Cabugi

G1RN: ‘Se o crescimento de internações for exponencial, nenhum sistema de saúde dá conta’, diz secretário de saúde do RN

Com um tom bem mais moderado do que no início da pandemia o secretário de saúde do Estado do Rio Grande do Norte, Cipriano Correia, volta a ser destaque na imprensa.

Diz que se continuar o crescimento do contágio os sistema de saúde não vai suportar. Nada de falar nos R$ 5 milhões que o governo federal mandou para comprar respiradores.

“Estamos planejando que essa expansão possa dar conta da assistência. Mas se esse crescimento for exponencial, como ocorreu em outros países, nenhum sistema de saúde dá conta”, falou.

Cipriano Maia pontuou que, por esse motivo, é importante que principalmente os mais jovens, que têm menos complicações pela Covid-19 e por isso têm se exposto mais ao vírus, entendam o risco de contaminarem um grupo mais vulnerável.

“Nós apelamos por uma conduta sensata e responsável das pessoas, principalmente dos mais jovens, como está se chamando a atenção. Porque são essas pessoas, que se consideram imunes, que podem levar a contaminação para seu familiar querido ou amigo e com isso produzir perdas”.

Leave a Comment