Tarifa de ônibus de Natal pode chegar a R$ 4, diz Seturn

Reajuste tarifário do transporte coletivo de Natal foi debatido em audiência pública na Câmara Municipal — Foto: Klenyo Galvão/Inter TV Cabugi

O Sindicato dos Empresários do Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) afirma que a passagem de ônibus pode chegar a R$ 4 se a prefeitura não conceder isenção fiscal do ISS e ICMS. O consultor técnico do Seturn, Nilson Queiroga, declarou a necessidade de aumento em audiência pública realizada nesta terça-feira (19) na Câmara Municipal. A tarifa atual é de R$ 3,65.

O valor da passagem superaria o valor que foi solicitado para este ano pelos próprios empresários, que era de R$ 3,90. O motivo seria a alta dos combustíveis. Com a proposta de isenção fiscal, entretanto, o Seturn diz que é possível reduzir a tarifa em até mais R$ 1.

O interesse na redução do custo da passagem de ônibus por parte dos donos das empresas que operam o serviço, de acordo com Nilson Queiroga, também se dá pelo fato de que o número de usuários tem caído.

O vereador Maurício Gurgel (PSOL), propositor da audiência pública, defende que o reajuste proposto pelo Sindicato dos Empresários é injusto diante do serviço que é ofertado às população. “Nós provocamos essa audiência porque querem conceder um aumento, em menos de um ano, acima da inflação, num transporte que não melhorou em nada a sua qualidade”, argumenta.

Apesar do início das discussões, a Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU) diz que não há confirmação do aumento. Nilton Filho, engenheiro que representou a pasta na audiência pública, alega que toda a situação ainda será “estudada”.

Sobre a isenção fiscal, o engenheiro afirma que, do jeito que vem sendo proposta, não é viável. “Isenção de imposto não torna subsídio viável. Existe discurso fraco sobre subsídio, mas precisa de um embasamento técnico”, defende.

Fonte: https://g1.globo.com