Temer coloca ministro Marun para ameaçar ministro Barroso do STF

Ministro do STF, Barosso foi ameaçado por ministro de Temer, Marun/ Foto: da inernet

Até quando o povo brasileiro vai suportar esses bandidos disfarçados de políticos sendo eleitos? Eles se acham acima da lei. Por causa de discussão sobre o indulto, prerrogativa do presidente do Brasil, mas que deve ser com segurança nas leis; o presidente Michel Temer tentou liberar da cadeia seus compassas e muitos criminosos que seriam beneficiados por causa do indulto natalino de Temer.

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia,  a pedido da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, suspendeu o indulto natalino no final do ano passado.
Agora o ministro Barroso colocou regras no indulto de Temer não liberando os condenados como Temer queria, o que causou briga entre os poderes.

No indulto de Temer haveria perdão para criminosos de colarinho branco e crimes de improbidade administrativa e peculato; isto é, os parceiros de Temer seriam beneficiados, enquanto o Brasil seria prejudicado. Aí o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, concedeu entrevista coletiva a imprensa na qual foi questionado sobre a decisão de Barroso. Ele disse que iria voltar para a Câmara Federal só para pedir o impedimento do ministro do STF, Barroso. Tratando-se de uma grave ameaça contra o poder judiciário.

Os ministros do STF devem unir-se em favor da lei e da ordem, e não permitir que bandidos, investigados pela polícia federal se sintam acima da lei. Tem que reprovar as ameaças do executivo e do congresso quando dele vier.

O povo brasileiro está de olho nessas eleições; isto é, os políticos que quiserem sobreviver terão que defender o direito, a dignidade e a honestidade. Não só as defender, mas ser tudo o que eles de fato praticam.