TJRN abre seleção para estágio remunerado; bolsa-auxílio é de R$ 1.874

Sede do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, em Natal — Foto: Divulgação/ TJRN

O Tribunal de Justiça do RN abriu seleção para estágio remunerado de para estudantes de pós-graduação em Direito. São oferecidas 30 vagas, e há classificação até o 60º candidato aprovado para efeito de cadastro de reserva. O valor da bolsa-auxílio é de R$ 1.874,00.

Os aprovados farão estágio nas unidades administrativas e jurisdicionais de segunda instância ou em unidades jurisdicionais da Grande Natal. Confira AQUI o edital completo.

As inscrições serão realizadas pessoalmente no período de 25 a 28 de março, das 8h às 14h, na Secretaria Geral do Tribunal de Justiça.

Provas

A seleção dos candidatos será realizada por meio de prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, consistindo em uma questão teórica referente à temática da Teoria Geral do Processo (Princípios Gerais, Jurisdição, Ação e Processo).

A prova será realizada no dia 4 de abril, das 9h às 11h, na Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn). O candidato deve comparecer com antecedência mínima de 30 minutos do início da prova, não sendo permitido o acesso de qualquer candidato ao local da prova discursiva após o horário das 8h30min.

Os 60 primeiros candidatos que compuserem a lista de aprovados serão considerados classificados e serão convocados para entrevista pessoal, de caráter eliminatório, a ser realizada nos dias 15 e 16 de abril, também na Esmarn.

Durante a entrevista, os currículos dos candidatos aprovados serão analisados, esclarecendo-se dúvidas acerca de interesses, expectativas e experiências profissionais anteriores.

Condições

Os estagiários terão jornada de seis horas diárias e 30 horas semanais. A jornada diária será exercida no período compreendido entre 8h e 18h. O estagiário receberá mensalmente bolsa-auxílio, atualmente no valor de R$ 1.874,00 e também auxílio transporte, atualmente no valor de R$ 127,60. O estágio terá duração máxima de dois anos, desde que comprovado o vínculo com a entidade de ensino.

Fonte: https://g1.globo.com/

Leave a Comment