Três mulheres, vítimas de violência, são mortas neste final de semana

Três mulheres de lugares distintos foram assassinadas, vítimas de violência no Brasil. Na verdade uma das mulheres é uma jovem médica de 26 anos de idade que foi encontrada morta em uma pousada. Há desconfiança de suicídio. Mas as investigações seguirão em busca de respostas. O que faria uma jovem de 26 anos, médica se matar?

Liliany Caetano morava em Montes Claros, MG, mas foi encontrada morta em Vitória da Conquista, BH. Tudo ainda em fase de investigação.

Médica é encontrada morta em pousada no sudoeste da Bahia (Foto: Reprodução/Facebook)
Médica é encontrada morta em pousada no sudoeste da Bahia (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma segunda mulher foi vítima durante tentativa de assalto na Rodovia Presidente Dutra, zona Norte do Rio de Janeiro. Ângela Maria Ferreira da Cunha, de 27 anos, foi morta a tiros na noite desse sábado (7), e era técnica de enfermagem.

Técnica em enfermagem Ângela Maria Ferreira da Cunha, de 27 anos, é mais uma vítima da violência no Rio de Janeiro
Técnica em enfermagem Ângela Maria Ferreira da Cunha, de 27 anos, é mais uma vítima da violência no Rio de Janeiro/ Reprodução 

A terceira mulher foi morta pelo próprio marido, dentro do carro da própria polícia na qual ela deveria se sentir protegida. Os policias erraram em colocar o assassino junto de Laís Andrade Fonseca, que foi golpeada pelo companheiro quando se dirigia para fazer registro de violência sofrida pelo marido. Os dois estavam sendo conduzidos para a delegacia de Teófilo Otoni – quase 100 quilômetros de distância – no banco de trás de uma viatura da PM. Quando estavam próximos do perímetro urbano de Teófilo Otini, na BR-116, o homem atacou a ex-esposa com uma facada no pescoço. O caso aconteceu em Teófilo Otoni- MG.

(foto: Facebook/Reprodução)

 

Leave a Comment