TV Ponta Negra tem contribuição social reconhecida pela Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa reconheceu em sessão solene realizada nesta terça-feira (17) a contribuição à sociedade potiguar dada pela TV Ponta Negra, que completa 31 anos. A proposição foi do deputado estadual Jacó Jácome (PSD).

“A visão comunicadora do fundador, Carlos Alberto, misturada ao talento para realizar sonhos, era maior que os obstáculos enfrentados pela falta de estrutura da época. Os sonhos fizeram a TV Ponta Negra chegar até a atualidade, onde desempenha papel preponderante para o desenvolvimento da sociedade”, destacou Jacó Jácome.

Com seis programa diários e cinco horas de programação local, destacados pelo deputado, a TV Ponta Negra atualmente integra o Sistema Opinião, um dos maiores grupos do Nordeste.

“Foi a TV Ponta Negra pioneira nesse processo de integração. Vivemos hoje momentos de transformação tecnológica. Mas nada nos distancia do objetivo central. Estamos avançando no tecnológico, mas mantendo o foco na contribuição que temos a obrigação de dar para nossa sociedade”, destacou o jornalista Daniel Cabral, Diretor Corporativo e de Jornalismo da TV.

Emocionada, a apresentadora Priscila de Sousa agradeceu em nome da família. “Eu tinha apenas 10 anos de idade quando tudo começou. Nem sabia o que queria ser na vida, mas que queria ser como meu pai. Somos tão gratos por esse sonho ter chegado até aqui. A empresa inteira se trata como família e sempre voltada para pensar no melhor para o povo potiguar”

Prestigiada, a sessão reuniu deputados e atuais e ex-colaboradores da TV, além de personalidades do jornalismo representando o Governo do Estado, Prefeitura do Natal, Câmara Municipal de Natal e Marinha do Brasil.

História

Fundada em 1986, a TV Ponta Negra surgiu tímida, com um concessão para transmissão do sinal de tv. Fundador, o senador Carlos Alberto de Sousa buscou Silvio Santos para filiar a TV, que passou a ser retransmissora do SBT.

Nos dez primeiros anos, os primeiros programas traçaram a rota de sucesso, projetando Carlos Alberto de Sousa e sua filha, Micarla de Sousa.

Nos anos 2000, a TV consolidou sua trajetória e passou a conquistar espaço na audiência, o que se consolidou na década de 2010, quando virou rotina seus programas na faixa do meio dia liderarem as mensurações de audiência do Ibope.

Assessoria