UFRN cria disciplina sobre ‘Golpe de 2016’ no Brasil

Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Foto: Divulgação/UFRN)

Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte abriu inscrições para a disciplina “Seminário Temático II: o golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”, no primeiro semestre de 2018. A criação do curso ocorre pouco tempo após a manifestação do Ministério da Educação (MEC) contra uma disciplina similar criada pela Universidade Nacional de Brasília (UNB).

A ementa, que ainda está sendo elaborada pelos professores responsáveis pelo curso, deverá discutir o histórico de golpes políticos no país, mas deverá focar no impeachment de Dilma Rousseff (PT) em 2016, informou o professor Alex Galeno – um dos quatro docentes responsáveis pela disciplina.

De acordo com ele, a disciplina foi criada pelo colegiado da pós-graduação de Ciência Sociais neste ano, depois da iniciativa do professor Luiz Felipe Miguel, da UNB – primeira instituição no país a criar um curso deste tipo. Desde então, várias universidades também criaram cadeiras para debater o tema.

Além dos discentes da universidade, a disciplina também será aberta como programa de extensão, o que permite inscrição de pessoas que não têm vínculo com a instituição e estão interessadas no assunto. As aulas serão ministradas para os dois públicos simultaneamente.

A matéria terá 60 horas-aula e será realizada em 15 encontros, a partir do dia 13 de março. Serão quatro aulas à tarde, às sextas-feiras no setor de aulas II da UFRN. Entre os professores convidados, está o próprio Luiz Felipe Miguel.

UFRN abriu inscrições em disciplina sobre o 'Golpe de 2016' no Brasil (Foto: Reprodução)UFRN abriu inscrições em disciplina sobre o 'Golpe de 2016' no Brasil (Foto: Reprodução)

UFRN abriu inscrições em disciplina sobre o ‘Golpe de 2016’ no Brasil (Foto: Reprodução)

Fonte: https://g1.globo.com/rn