Visita presidencial, redução do ICMS e estradas ocupam horário dos deputados na ALRN

A visita do presidente Jair Bolsonaro ao Rio Grande do Norte, a questão da redução do ICMS sobre os combustíveis e possíveis prejuízos para o Estado e a recuperação das estradas, foram os temas abordados, no horário destinado aos pronunciamentos dos deputados inscritos na sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (21).
O deputado Michael Diniz (SDD) comentou que o presidente foi muito bem recebido e aplaudido e “a população conseguiu definir que está ao lado da bancada do presidente e quem não está”.
No pronunciamento, Michael registrou que o presidente Bolsonaro fez mais pelo Rio Grande do Norte do que a governadora do Estado e citou obras como a transposição do São Francisco, a Barragem de Oiticica, a Rota Moda Caicó, a retomada da obra de duplicação da Reta Tabajara, Internet gratuita em várias praças e entrega de títulos de propriedade a trabalhadores rurais.
“Tive o prazer de apertar a mão dele e trocar duas ou três palavras. Disse que estava assumindo como deputado e era mais um soldado ao seu lado. Vou lutar em prol da direita e da moral e tenho certeza de que esta Casa pode fazer muito pelo Rio Grande do Norte”, enfatizou.
O deputado José Dias (PSDB) falou sobre a redução do ICMS e destacou uma matéria publicada na imprensa, segundo a qual o Estado ia perder R$ 1,5 bilhão com a redução do ICMS sobre os combustíveis, sem informar em que período.
“Se for este ano, fazendo os cálculos de dona Dilma. A alíquota 29 baixa para 17, o que significa uma perda de 40%. Como estamos na metade do ano, já não são 40, o total é só a metade. O imposto é um verdadeiro desastre para os mais pobres. A governadora prova todo dia o aumento de arrecadação. O mês passado foi 16%. Para onde está indo esse dinheiro? Para convênios de obras que só agora vão ser feitas. Esse dinheiro não vai faltar no cofre do Governo. Vai faltar para os pobres”, acentuou o deputado.
O último orador a usar a palavra, Dr. Bernardo (PSDB), falou sobre a situação das estradas e disse que não tinha preocupação para defender o governo, mas ia passar algumas informações para o povo.
“É bem verdade que as estradas não estão boas, mas não é de agora. O governo encontrou um desastre. Nos últimos três anos foram investidos menos de R$ 20 milhões em tapa buraco. Este ano o Governo está investindo R$ 50 milhões em recuperação de estradas, que é um avanço. O tapa buraco não pode ser feito agora com esse período de chuvas”, afirmou.
Ele disse ainda que esteve no final de semana em São João do Sabugi e estavam tapando buracos na estrada para Caicó. De Jardim de Piranhas a Caicó também. Segundo o parlamentar R$ 51 milhões estão na conta do DER para reconstrução das estradas em 29 trechos. A estrada de Grossos para Tibau já está pronta. Na divisa com a Paraíba já está pronta.  
O parlamentar falou ainda que o governo vai investir R$ 74 milhões no alargamento dentre a BR-304 e a BR-226, até Triunfo Potiguar. Segundo o dr. Bernardo, “o último governo a investir em estradas foi a governadora Wilma de Faria”.

Leave a Comment