Vivaldo repercute pronunciamento da OMS sobre situação da pandemia no Brasil

Durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa do RN desta terça-feira (23), realizada de forma remota, o deputado Vivaldo Costa (PSD) discursou acerca da fala do diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), o etíope Tedros Adhanom, a respeito da atual situação do Brasil na pandemia da Covid-19. Ele também se pronunciou com relação ao posicionamento do presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco, sobre o papel dos governantes brasileiros no combate à doença.

“A situação da pandemia é cada vez mais preocupante, porque ela é generalizada. No Brasil, nós temos uma situação pior do que no resto do mundo, segundo o diretor-geral da OMS. Ele disse que nós somos o epicentro da pandemia e preocupamos todo o mundo, de forma gritante. É como se nós estivéssemos indiferentes ao momento. Além disso, alertou os governantes para que atentem à gravidade do momento”, destacou Vivaldo.

O deputado leu o pronunciamento do diretor-geral da OMS, no trecho em que cita o Brasil. “A situação do Brasil é muito, muito preocupante. Quando vimos uma tendência de queda em muitos países, nas últimas seis semanas, a situação do Brasil ou tinha aumentado ou tinha atingido o platô. Mas, é claro, com uma tendência maior de aumento. Eu acho que o Brasil tem que levar isso muito, muito a sério”.

O parlamentar também discorreu sobre o pensamento de união do senador Rodrigo Pacheco, presidente do Congresso Nacional. 

“O presidente do Congresso fez um pronunciamento há dois dias, em São Paulo, chamando a atenção para a gravidade da pandemia e alertando que nós só temos dois caminhos: a união entre todos os governantes e setores da sociedade ou o caos. O senador, que é um homem equilibrado, prega a necessidade de união entre todos os poderes, para que possamos salvar o Brasil desse quadro terrível”, enfatizou.

Finalizando, Vivaldo disse que o momento é de união, para podermos salvar o Brasil e principalmente os mais pobres.

Leave a Comment